Mapeamento de cobertura e do uso da terra: críticas e autocríticas a partir de um estudo de caso na Amazônia brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2021.e72887

Palavras-chave:

Sensoriamento remoto, Mapeamentos temáticos, Padrão de desmatamento

Resumo

Os mapeamentos de cobertura e do uso da terra são produtos cartográficos empregados em diversas pesquisas, pois servem de bases aos modelos hidrológicos, modelos de cenários futuros, de perdas de solos, dentre outros. Assim, tendo em vista a importância do mapeamento de cobertura da terra, o artigo tem como objetivo apresentar um estudo de caso para evidenciar críticas e autocríticas aos trabalhos realizados. A metodologia empregada foi a clássica, envolvendo o processamento digital de imagens em ambiente de um sistema de informação geográfica. Os resultados revelaram que a presença das unidades de conservação federal e terras indígenas contribuíram para que 64,03% da área mapeada esteja recoberta pela classe Vegetação Natural – Florestal. A classe de uso Área Antrópica, constituída pelas atividades consorciadas de agricultura e pastagem, mais recorrentes, ocupa 17,26% do município de Porto Velho.

Biografia do Autor

Alex Mota dos Santos, Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Ciência e Tecnologia

Possui Graduação em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (2005), Mestrado em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (2007) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Paraná 92014). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás, campus da cidade de Aparecida de Goiânia. Tem experiência na aplicação de Geotecnologias, nomeadamente Sistema de Informação Geográfica, Sistema de Posicionamento por Satélite, Topografia, Geodésia, Cartografia Digital e Sensoriamento Remoto aplicados à educação, análise de recursos hídricos, vegetação,uso, ocupação do solo. Tem experiência em mapeamentos participativos junto aos povos indígenas de Rondônia (Cartografia Social) e análise do meio físico (Cartografia Cartesiana) das terras indígenas em Rondônia, Goiás e Mato Grosso. Atualmente atua na área de Engenharia de Transportes com foco em análises espaciais de acidentes no trânsito, educação para o trânsito junto às escolas públicas das cidades de Goiânia e Aparecida de Goiânia, produção e adequação de dados de densidade demográfica, análise em rede e análises de imagens orbitais de sensoriamento remoto para análise de impactos socioambientais.

Fabrizia Gioppo Nunes, Universidade Federal de Goiás, Departamento de Geografia

Possui bacharelado e licenciatura em Geografia pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2000). Mestrado (2002) e Doutorado (2007) em Geologia Ambiental pela Universidade Federal do Paraná, com doutorado sanduíche no Centro de Geotecnologia da Universidade de Siena. Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Goiás (UFG) - Brasil, nas áreas de Geoprocessamento, SIG Aplicado a Análise Ambiental e Sensoriamento Remoto. Faz parte do diretório de grupos de pesquisas do CNPq / Geografia Cultural: Territórios e Identidade. Tem experiência na área da Cartografia Geoambiental, elaborando mapas ambientais de risos geológicos /geomorfológicos. Vinculada ao programa de pós-graduação em Geografia (IESA/UFG), atua nas temáticas de análise e modelagem de dados espaciais e geoprocessamento em urbanismo.

Referências

ALMEIDA, C.A.; COUTINHO, A.C.; ESQUERDO, J.C.D.M.; ADAMI, M.; VENTURIERI, A.; DINIZ, C.G.; DESSAY, N.; DURIEX, L.; GOMES, A.R. High spatial resolution land use and land cover mapping of the Brazilian Legal Amazon in 2008 using Landsat-5/TM and MODIS data. Acta Amazônia, v. 46, n. 3, p. 291 – 302, 2016.

ARAÚJO FILHO, M.C.; MENESES, P.R.; SANO, E.F. Sistema de classificação de uso e cobertura da terra com base na análise de imagens de satélite. Revista Brasileira de Cartografia N. 59 (02), p. 171-179, 2007.

BESSA, J.C.M. Utilização de imagens de sensoriamento remoto de alta e média resoluções espaciais na geração de informação sobre ocupações urbanas como subsídio ao planejamento. 73 F. Especialista em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informação Geográfica. São José dos Campos Dezembro, 2005.

BOGGIONE, G.A.; SILVA, M.V.A.; CARVALHO JUNIOR, N. R.; TELES, T.L.; NAZARENO, N.R.X. Definição da escala em imagens de sensoriamento remoto: uma abordagem alternativa. Anais... XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal, Brasil, 25-30 abril 2009, INPE, p. 1739-1746.

BUTT, A.; SHABBIR, R.; AHMAD, S.S.; AZIZ, N.; NAWAZ, M. SHAN, M.T.A. Land cover classification and change detection analysis of Rawal watershed using remote sensing data. Journal of Biodiversity and Environmental Sciences, v. 6 (1), p. 236–248, 2015.

BRAZIL, Ministério do Meio Ambiente. Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal (PPCDAm) 3ª Fase (2012-2015) pelo Uso Sustentável e Conservação da Floresta, 2013b. Disponível em: http://combateaodesmatamento.mma.gov.br/images/conteudo/PPCDAM_3aFase.pdf. Acesso em: 15 de jan. 2019.

CÂMARA, G.S. SOUZA, R.C.M, FREITAS, U.M., GARRIDO, J. "SPRING: Integrating remote sensing and GIS by object-oriented data modelling" Computers & Graphics, 20: (3) 395-403, May-Jun 1996.

CASIMIRO, P.C. Uso do Solo – Ecologia da Paisagem, Perspectivas de uma Nova Abordagem do Estudo da Paisagem em Geografia. GeoInova, nº 2, p. 45-65, 2000.

CONGALTON, R.G. A review of assessing the accuracy classificatons of remotely sensed data. Remote Sensing Environment, v. 37, p.35-46, 1991.

FERANEC, J.; SOUKUP, T; HAZEU, G.; JAFFRAIN, G. European Landscape Dynamics: CORINE Land Cover Data. 1 ed. Lond New York: CRC Press - Taylor & Francis Group, p. 367, 2016.

FERREIRA, E.; DANTAS, A.A.A.; MORAIS, A.R. Exatidão na classificação de fragmentos de matas em imagem do satélite Cbers-CCD, no município de Lavras, MG. Anais... XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Florianópolis, Brasil, 21-26 abril 2007, INPE, p. 887-894.

Geotecnologias na Rede. Análise da exatidão/acuracidade de Classificação de Imagens via QGIS 3.4.15. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=P--Y3fXmnpQ&t=152s

Geotecnologias na Rede. Classificação supervisionada por pixel no SPRING. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=d66hjTCwUUc

Geotecnologias na Rede. Classificação supervisionada de imagem por regiões no SPRING. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=A4P6WyOEbeI&t=12s>. Acesso em: 10 de abril de 2020.

HASSAN, Z.; SHABBIR, R.; AHMAD, S.S. MALIK, A.H.; AZIZ, N.; BUTT, A.; ERUM, S. Dynamics of land use and land cover change (LULCC) using geospatial techniques: a case study of Islamabad Pakistan. SpringerPlus, v. 5, p. 1-11, 2016.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Manual técnico de uso da terra. 3ª edição, Rio de Janeiro, 2013.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. SIDRA-IBGE. Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA. Efetivo dos rebanhos, por tipo de rebanho. Disponível em: <https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/ppm/tabelas>. Acesso em 2 de abril de 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Manual Técnico de Uso da Terra. 3ª Edição, Rio de Janeiro, 2013.

JENSEN, J. R. Introductory digital image processing. Englewood Cliffs: Prentice - Hall, 1986. 51 p.

KAUL, H.A.; SOPAN, I. Land Use Land Cover Classification and Change Detection Using High Resolution Temporal Satellite Data. Journal of Environment, v. 1, n. 4, pp. 146-15, 2012.

OLIVEIRA, P.C.S.S.; FERREIRA, N.C.; SANTOS, A.M. Análise da pressão antrópica, evapotranspiração e temperatura em áreas especiais no sul da Amazonia brasileira. Revista Geográfica Venezolana, v. 60, n. 1, p. 28-43, 2018.

PEREIRA, M.F.V. A modernização recente da pecuária bovina em Rondônia: normas territoriais e a nova produtividade espacial. Revista Geo UERJ, v. 26, p. 95-112, 2015.

RIVERO, S.; ALMEIDA, O.; ÁVILA, S.; OLIVEIRA, W. Pecuária e desmatamento: uma análise das principais causas diretas do desmatamento na Amazônia. Nova Economia, v. 19, n. 1, p. 41-66, 2009.

SAITO, E. A.; ESCADA, M. I. S.; FONSECA, L. M. G.; KORTING, T. S. Análise de padrões de desmatamento e trajetória de padrões de ocupação humana na Amazônia usando técnicas de mineração de dados. Anais... XV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Curitiba, PR, Brasil, 30 de abril a 05 de maio de 2011, INPE p. 2833-2840.

SANTOS, Relação entre uso do solo e comportamento hidrológico na Bacia Hidrográfica do Ribeirão João Leite. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 14, n. 8, p. 826-834, 2010.

SANTOS, A. M. Cartografias dos povos e das Terras Indígenas em Rondônia. 314 F. (Tese de Doutorado). Setor Ciências da Terra, Departamento de Geografia, Programa Mestrado e Doutorado em Geografia, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2014.

SANTOS, A.M.; GOMIDE, M.L. A ocupação no entorno das terras indígenas em Rondônia, Brasil. Boletim Goiano de Geografia, v. v. 35, n. 3, p. 417-436, 2015.

SANTOS, A.M.; MENDONÇA, A. Conflitos territoriais no Corredor Etnoambiental Tupi-Mondé Rondônia-Mato Grosso. Terr@ Plural, v. 10 n. 2, p. 252-265, 2016.

SANTOS, A. M. Socioenvironmental impacts on indigenous lands in the south of the Brazilian Amazon. Amazonia Investiga, v. 7 (12), p. 123-135, 2018.

SEABRA, V. S. da; CRUZ, C. M. Mapeamento da Dinâmica da Cobertura e Uso da Terra na Bacia Hidrográfica do Rio São João, RJ. Revista Sociedade & Natureza, v. 25 (2): 411-426, 2013.

SOARES, D.O. Análise de mapeamento de uso e ocupação do solo, entre as metodologias do TerraClass cerrado 2013 e Corine Land Cover 2018, para o município de Cristalina Goiás, Brasil. 84 f. Mestrado em Ciência e Sistemas de Informação Geográfica. Nova Information Management School, 2020.

VASCONCELOS, C. H.; NOVO, E. M. L. M. de. Mapeamento do uso e cobertura da terra a partir da segmentação e classificação de imagens – fração solo, sombra e vegetação derivadas do modelo linear de mistura aplicado a dados do sensor TM/Landsat5, na região do reservatório de Tucuruí - PA. Acta Amazônica, v. 34, n.(3), p. 487 – 493, 2004.

WISCHMEIER, W. H.; SMITH, D. D. Predicting rainfall erosion losses; a guide to conservation planning. Washington: U.S. Department of Agriculture, (Agriculture Handbook n. 537), 1978, 58p.

Downloads

Publicado

2021-04-08

Edição

Seção

Artigos