O GTP bertrandiano transladado para a realidade da Geografia brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2021.e77300

Palavras-chave:

Georges Bertrand, Geossistema, Paisagem

Resumo

O objetivo maior desse artigo é, a partir dos meus encontros com Georges Bertrand, mostrar possibilidades de se transladar o que este ilustre geógrafo realizou. Atribuímos a BERTRAND (1968) o mérito de - a partir de uma ruptura epistemológica da Geografia francesa -, passar da “descrição monográfica subjetiva” para o modelo teórico geossistêmico com ênfase para as relações sociedade-natureza. A proposta bertrandiana leva em conta três elementos: o sistema de evolução, o estágio atingido em relação ao clímax, o sentido geral da dinâmica (progressiva, regressiva, estabilidade). Esta tipologia se inspira, portanto, na teoria de bioresistasia de H. ERHART. As nossas conclusões estão explícitas na análise de dinâmicas paisagísticas em duas unidades de paisagem: uma na Calha do rio Amazonas e uma na Bacia Hidrográfica do ribeirão Sto. Antônio/Sudoeste do Estado de São Paulo.

 

Biografia do Autor

Messias Modesto dos Passos, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Presidente Prudente

Programa de Pós-Graduação em Geografia da FCT-UNESP, campus de Presidente Prudente/SP.  Biogeografia/Geografia Regional

Referências

BERTRAND, G. Paysage et géographie physique globale: esquisse méthodologique. R.G.P.S.O, Toulouse, v. 39, p. 249-72, 1968.

BERTRAND, G. . Paisagem e geografia física global: um esboço metodológico. Revista IGEOG/USP, São Paulo: USP, n. 13. Caderno de ciências da terra. Tradução: Olga Cruz. 1972.

BERTRAND, G.; BERTRAND, C. Une géographie traversière - l´environnement travers territoires et temporalités. Paris: éditions Arguments, 2002.

BERTRAND, G.; BERTRAND, C. Uma geografia transversal e de travessias: o meio ambiente através dos territórios e das temporalidades. Tradução: Messias Modesto dos Passos. Maringá: Massoni, 2007.

PASSOS, M. M. O MODELO GTP (Geossistema – Território – Paisagem): Como trabalhar. Revista Equador (UFPI), Vol. 5, Nº 1, Edição Especial 1, p. 1 - 195. Home: http://www.ojs.ufpi.br/index.php/equador. 2016.

PASSOS, M. M. Biogeografia e Paisagem. Maringá: Massoni, 2 ed. 264 p. 2003.

Downloads

Publicado

2021-12-13