Literatura e escrita feminina na América Latina

Autores

  • Sara Beatriz Guardia Universidad de San Martín de Porres

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2013v18nesp1p15

Resumo

Uma das características mais notáveis da escrita feminina é a forma direta de interpelar os discursos hegemônicos, criticar e reinterpretar a tradicional cultura latino-americana. Vozes que emergem do silêncio para desenhar novos mapas discursivos na reconstrução da memória e da ficção, o que também significa uma linguagem própria, um espaço de liberação, de reconhecimento de si mesmas e de redefinição. Este artigo segue o desenvolvimento desta escrita ao longo de um intenso processo dos momentos fundamentais da literatura escrita por mulheres na América Latina.

Biografia do Autor

Sara Beatriz Guardia, Universidad de San Martín de Porres

Escritora, fundadora e diretora do Centro de Estudios La Mujer en la Historia de América Latina. Entre os prêmios recebidos, foi-lhe concedida a Medalha Simón Bolívar, em 2009, e a Medalha Ville de Bagneres de Bigorre pela publicação de "Europa América Latina al alba del tercer milenio". "La flor morada de los Andes" recebeu os prêmios de Mejor Libro entre los Mejores publicados durante los 12 últimos años, Gourmand World Cookbooks Awards 2008 e Opera House, Frankurt, 2008, entre outros. Sara Beatriz Guardia também é professora da Faculdade de Ciências da Comunicação, Turismo e Psicologia da Universidade de San Martín de Porres, Lima, Peru. Além disso, atua como diretora da Comisión del Bicentenario. Mujer e Independencia en América Latina e da Cátedra José Carlos Mariátegui.

Downloads

Publicado

2013-09-02

Como Citar

GUARDIA, Sara Beatriz. Literatura e escrita feminina na América Latina. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 18, p. 15–44, 2013. DOI: 10.5007/2175-7917.2013v18nesp1p15. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2013v18nesp1p15. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Mulheres e Literaturas