O Olhar Recortado: considerações sobre o ponto de vista na adaptação cinematográfica de "Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios"

Ricardo Magalhães Bulhões, Marcelo Bulhões

Resumo


Avaliar a adaptação cinematográfica de Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios, filme dirigido por Beto Brant e Renato Ciasca, baseado no romance do mesmo título de Marçal Aquino, é o propósito deste artigo. Tanto no romance quanto no filme, a todo momento, o leitor/telespectador é convidado a lidar com a visão tensa de um narrador-personagem que conta sua própria história compondo espécies de flashes das suas traumáticas lembranças. Em um movimento de vaivém, quase sempre entrecortado pelas falas e relatos de personagens secundários, o protagonista encarna a figura de um narrador angustiado, que não consegue se livrar de conflitos que o assombram, sobretudo a lembrança de Lavínia, mulher sedutora e enigmática por quem se apaixonara. Neste nosso texto, o interesse recai sobre o problema do ponto de vista. No filme a natureza ótica do meio cinematográfico inscreve o olhar na estrutura da ação dramática. Assim, a questão do ponto de vista desponta como categoria decisiva reveladora das próprias especificidades da literatura e do cinema.  


Palavras-chave


Literatura Brasileira Contemporânea; Adaptação; Cinema; Ponto de vista

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7917.2015v20n2p25

Direitos autorais 2015 Ricardo Magalhães Bulhões, Marcelo Bulhões

Rev. Anu. Lit. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Santa Catarina. Brasil. ISSNe 2175-7917

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.