O ensaísmo presente em "Se um viajante numa noite de inverno", de Italo Calvino: uma teoria da leitura em um romance metaliterário

Autores

  • Juliana Ramos Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p156

Palavras-chave:

Italo Calvino, Leitor, Leitura, Metaliteratura

Resumo

Este estudo propõe uma reflexão sobre como o pensador Italo Calvino evidencia em Se um viajante numa noite de inverno (1979) uma teoria da leitura. Nesse romance, enquanto o escritor narra a tentativa do personagem chamado Leitor de terminar a leitura de um livro, ele também teoriza sobre o leitor e a leitura. Dentre as muitas possibilidades de análise dessa obra, tendo em vista sua multiplicidade, é focado a exposição, no próprio texto, do processo de escrita do romance e da sua ficcionalidade. O recorte escolhido tem sua relevância justificada pela proposição de Jean Baudrillard em Simulacros e simulação (1991): a “promessa”, uma vez que ainda não havia se revelado na época desta publicação, da terceira categoria de simulacro, na qual já não haveria o isolamento de ficção e teoria e em que a indistinção entre imaginário e real abriria caminho para a presentificação da metatécnica; essa categoria é percebida na obra estudada e é a que, segundo Baudrillard, ainda pode interessar-nos. Se um viajante numa noite de inverno, porquanto espaço de articulação metaliterária, é um ambiente profícuo de interação entre ficção e teoria, sendo, portanto, ainda mais produtivo para o debate sobre a figura e a função do leitor. É precisamente o aspecto metaliterário relacionado à figura do leitor e à sua atividade o que é rastreado nesse texto que o próprio escritor denominou hiper-romance. Para isso, identifica-se e analisa-se alguns aspectos distintivos dessa obra quanto a: como ler, tipos de livros, a arte de não-ler, leitor e leitura; de modo que o objeto literário de estudo é também parte do corpus teórico selecionado. À produção ficcional e teórica de Italo Calvino, soma-se os construtos teóricos de Wolfgang Iser e Jorge Luis Borges para a compreensão e análise do texto literário em foco quanto aos temas centrais desenvolvidos aqui: leitor e leitura.

Biografia do Autor

Juliana Ramos, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Juliana Ramos é mestre em Literatura Brasileira pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Downloads

Publicado

2015-02-07

Como Citar

RAMOS, J. O ensaísmo presente em "Se um viajante numa noite de inverno", de Italo Calvino: uma teoria da leitura em um romance metaliterário. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 156-169, 2015. DOI: 10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p156. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2015v20nesp1p156. Acesso em: 9 maio. 2021.