Pasolini e Calvino: a "literatura" dos autores

Autores

  • Maria Betânia Amoroso Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p24

Palavras-chave:

Italo Calvino, Pasolini, Literatura e fragmento, Literatura e autobiografia, Literatura e história

Resumo

No texto procura-se comentar a natureza do conceito de literatura em autores modernos italianos, a partir de reflexões sobre a obra de Pier Paolo Pasolini e Italo Calvino. São também sondadas as inter-relações nessas obras entre gêneros ‘menores’, autobiografia, fragmento e literatura e história. Contrariamente a uma perspectiva crítica que defende a ideia de que o século XX teria tido uma literatura pura em contraposição a uma literatura impura, evidenciam-se os outros caminhos e as outras propostas para o que é considerado como literário na obra desses dois grandes autores do período. Através de operações que privilegiaram o fragmento, o inacabado, as anotações e a releitura, ambos redimensionam o que é menor no campo literário. Através de operações editoriais que definiram e deram forma à própria obra, ambos afirmaram projetos em que o autobiográfico – coral e transbordante, no caso de Pasolini, transparente ou, por vezes, densamente metafórico, no caso de Calvino – ocupa espaço relevante. 

Biografia do Autor

Maria Betânia Amoroso, Universidade Estadual de Campinas

É professora e pesquisadora da Universidade Estadual de Campinas (Departamento de Teoria Literária), Livre Docente na área de Literatura Comparada.

Downloads

Publicado

2015-02-12

Como Citar

AMOROSO, M. B. Pasolini e Calvino: a "literatura" dos autores. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 24-31, 2015. DOI: 10.5007/2175-7917.2015v20nesp1p24. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2015v20nesp1p24. Acesso em: 2 dez. 2020.