Mário de Sá-Carneiro: indícios de um mito, indícios de um corpo

Autores

  • Matheus Nogueira Schwartzmann Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2016v21n2p56

Resumo

O presente artigo tem por objetivo propor uma leitura de sobrevoo de alguns elementos da obra de Mário de Sá-Carneiro, buscando apontar, primeiramente, como a sua dimensão mítica, cultivada desde as primeiras edições de sua obra, marcou profundamente a leitura que dela se fez. Nesse sentido, trataremos do seu suicídio, retomado e reafirmado por nomes como Fernando Pessoa, José Régio, Casais Monteiro, por exemplo, e de como esse tema contribuiu para a cristalização do seu mito. Em um segundo momento, levando em consideração determinados temas e figuras que podem ser apreendidos nos textos de Sá-Carneiro, indicaremos outros caminhos de leitura, buscando em poemas, cartas e algumas das suas narrativas elementos que permitam entrever na sua escrita a presença do seu corpo. E é a descrição desse corpo, que repropõe noções como feminino e masculino, que nos parece ser aquilo que devemos considerar como inovador na sua poesia, na medida em que seria justamente uma das suas marcas de modernidade.  

Biografia do Autor

Matheus Nogueira Schwartzmann, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutor em Linguística e Língua Portuguesa (2009) e mestre em Estudos Literários (2005) pela UNESP, é professor do Departamento de Linguística da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Assis (SP) e do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Araraquara (SP). Tem experiência na área de Linguística, especialmente na sua interface com os Estudos Literários, com ênfase na Semiótica de linha francesa, interessando-se pelos estudos do discurso, pelo estudo das formas de vida e da identidade, pelo estudo dos gêneros em abordagem semiótica, com especial destaque ao gênero epistolar e à poesia.

Downloads

Publicado

2016-12-06

Como Citar

SCHWARTZMANN, . N. Mário de Sá-Carneiro: indícios de um mito, indícios de um corpo. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 56–78, 2016. DOI: 10.5007/2175-7917.2016v21n2p56. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2016v21n2p56. Acesso em: 6 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê "Mário de Sá-Carneiro: Eu-próprio o Outro: 100 anos depois"