Ouvidos atentos: as vozes plurais de Itamar Assumpção

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2020v25n2p86

Palavras-chave:

Itamar Assumpção, Canção, Poesia, Vozes, Performance

Resumo

Este trabalho apresenta uma leitura da canção “Prezadíssimos ouvintes”, de Itamar Assumpção e Domingos Pellegrini, gravada originalmente em 1985, no disco Sampa midnight isso não vai ficar assim, de Itamar Assumpção — um dos nomes mais representativos da “Vanguarda Paulista” — cena musical bastante irreverente e criativa, que despontou inicialmente nos limites do pequeno teatro Lira Paulistana — também um selo de música independente, no qual Itamar Assumpção gravou seu primeiro LP, o Beleléu leléu eu, em 1981. O objetivo deste estudo é mostrar que, entre as diferentes estratégias utilizadas por Itamar ao longo de sua carreira, está um modelo composicional que privilegia a multiplicidade de vozes e de gêneros, estabelecendo, assim, diálogos com sua memória cultural e/ou afetiva, como veremos na canção abordada. A análise tem como base, sobretudo, as noções de voz e oralidade, de Paul Zumthor (2010); de “vozes plurais”, de Adriana Cavarero (2011); e canção e entoação, de Luiz Tatit, (2002).

Biografia do Autor

Bruno César Ribeiro Barbosa, Instituto Federal de Alagoas,

Doutor em Estudos Literários - Universidade Federal de Alagoas (2019); licenciado em Letras - habilitação: Português / Literatura - Universidade Federal de Alagoas (2005). Atualmente é professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas (IFAL), campus Marechal Deodoro. Possui experiência nas áreas de Letras e de Comunicação, com ênfase em Literatura Brasileira, atuando principalmente nos seguintes temas: poesia brasileira contemporânea, canção popular, invenção, circulação e extensões poéticas.

Referências

AMORIM, Jair; GOUVEIA, Evaldo. Sentimental demais. Intérprete: Altemar Dutra. In: DUTRA, Altemar. Sentimental demais. [São Paulo]: Odeon, 1965. 1 CD. Faixa 1.

ASSUMPÇÃO, Itamar. Beleléu, leléu, eu. São Paulo: Baratos Afins, 1989. 1 LP.

ASSUMPÇÃO, Itamar. Sampa Midnight – Isso não vai ficar assim. Box Caixa Preta. São Paulo: Selo Sesc, 2010.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Trad. de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BASTOS, Clara. Livro de canções. In: CHAGAS, Luiz; TARANTINO, Mônica. (Orgs.) PretoBrás: por que que eu não pensei nisso antes? O livro de canções e histórias de Itamar Assumpção. São Paulo: Ediouro, 2006, p. 79-85. v. 1.

CAVARERO, Adriana. Vozes plurais: filosofia da expressão vocal. Trad. de Flavio Terrigno Barbeitas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. (Coleção Humanitas).

CHAGAS, Luiz. Apresentação: Ouvidos atentos. In: CHAGAS, Luiz; TARANTINO, Mônica. (Orgs.) PretoBrás: por que que eu não pensei nisso antes? O livro de canções e histórias de Itamar Assumpção. São Paulo: Ediouro, 2006, p. 12. v. 1.

CHAGAS, Luiz; TARANTINO, Mônica. (Orgs.) PretoBrás: por que que eu não pensei nisso antes? O livro de canções e histórias de Itamar Assumpção. São Paulo: Ediouro, 2006. 2 v.

FINNEGAN, Ruth. O que vem primeiro: o texto, a música ou a performance? Trad. de Fernanda Teixeira de Medeiros. In: MATOS, Cláudia Neiva de; TRAVASSOS, Elizabeth; MEDEIROS, Fernanda Teixeira de. (Orgs.) Palavra cantada: ensaios sobre poesia, música e voz. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008, p. 15-43.

HALL, Stuart. Quem precisa da identidade?. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2003, p 103-133.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Trad. de Bernardo Leitão, Irene Ferreira e Suzana Ferreira Borges. 7. ed. rev. Campinas: Editora Unicamp, 2013.

LEMINSKI, Paulo. Toda poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

PAZ, Octavio. Os filhos do barro: do romantismo à vanguarda. Trad. de Ari Roitman e Paulina Wacht. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

TATIT, Luiz. O cancionista: composição de canções no Brasil. 2. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2002.

TATIT, Luiz. Todos entoam: ensaios, conversas e lembranças. 2. ed. rev. amp. Cotia: Ateliê Editorial, 2014.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. Trad. de Jerusa Pires Ferreira, Maria Lúcia Diniz Pochat e Maria Inês de Almeida. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010. (Coleção Humanitas).

ZUMTHOR, Paul. Performance, recepção, leitura. Trad. de Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Cosac Naify, 2014. (Coleção Portátil; v. 27).

Downloads

Publicado

2020-10-06

Como Citar

BARBOSA, B. C. R. Ouvidos atentos: as vozes plurais de Itamar Assumpção. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 86-100, 2020. DOI: 10.5007/2175-7917.2020v25n2p86. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/2175-7917.2020v25n2p86. Acesso em: 25 nov. 2020.

Edição

Seção

Dossiê "Poéticas da Voz"