O teatro vai ao cinema: posição sujeito

Cássia Peres Martins, Roselene de Fátima Coito

Resumo


Este trabalho tem como objetos de análise a peça teatral Os Sete Gatinhos, escrita em 1958, pelo dramaturgo brasileiro Nelson Rodrigues, e sua adaptação para o cinema, homônima, dirigida por Neville D’ Almeida, lançada em 1980. A abordagem teórica que servirá de base para a referida análise será a da Análise do Discurso de orientação francesa, bem como demais teorias que possam contribuir, como as reflexões sobre o sujeito lacaniano de Bruce Fink (1998) e estudos sobre cinema de Ismail Xavier (2008). Fruto de uma pesquisa básica de cunho bibliográfico e interpretativo, o presente trabalho tem como objetivo apresentar reflexões a respeito das posições sujeito, dedicando ainda atenção às personagens a partir da materialidade do texto teatral, observando se estas posições são deslocadas na materialidade fílmica. Verificar-se-á, além desta possibilidade de posições (do) sujeito, a inclusão ou retiradas de diálogos, os sentidos preservados, destituídos ou acrescidos, por meio de elementos que compõem o todo da produção cinematográfica, tais como músicas, cenários, figurinos, constituição da imagem por meio da movimentação da câmera (primeiros e segundos planos, focalização, etc), estratégias que visam à produção de sentidos obedecendo as tendências do cinema dos anos 70/80. Tal reflexão é feita sem deixar de considerar que a materialidade do filme é fruto de uma produção coletiva, comandada por um diretor, havendo responsáveis diferentes para fotografia, cenografia, montagem


Palavras-chave


Discurso; Posição sujeito; Materialidade teatral; Materialidade fílmica; Produção de sentidos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7917.2013v18n1p146

Direitos autorais 2013 Cássia Peres Martins, Roselene de Fátima Coito

Rev. Anu. Lit. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis. Santa Catarina. Brasil. ISSNe 2175-7917

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.