Perspectivas do progresso inalcançável em Totônio Pacheco, de João Alphonsus

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2021.e77697

Palavras-chave:

Romance de 30, João Alphonsus, Totônio Pacheco, Progresso, Futuro interditado

Biografia do Autor

Pedro Barbosa Rudge Furtado, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Mestre em Estudos Literários (2017) e doutorando na mesma área de atuação. Especialista em crítica da narrativa e teoria literária. Concentra-se no estudo da Literatura Brasileira do século XX e contemporânea e na Literatura Latino-americana. É, atualmente, professor substituto de "Críticas Literárias" no curso de Letras da UNESP de Araraquara.

Referências

ALPHONSUS, João. Totônio Pacheco. São Paulo: Com-Arte/EDUSP, 2019. (Coleção Reserva Literária; 8).

BUENO, Luís. Uma história do romance de 30. São Paulo: EDUSP/Campinas: Editora da Unicamp, 2015.

LUCAS, Fábio. O caráter social da literatura brasileira. 2. ed. São Paulo: Quirón, 1976.

MARQUES, Ivan. Cenas de um modernismo de província: Drummond e outros rapazes de Belo Horizonte. São Paulo: Editora 34, 2011.

STAROBINSKI, Jean. A tinta da melancolia: uma história cultural da tristeza. Tradução de Rose Freire d’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

SÜSSEKIND, Flora. Tal Brasil, qual romance? uma ideologia estética e sua história: o naturalismo. Rio de Janeiro: Achiamé, 1984.

Downloads

Publicado

2021-04-16

Como Citar

FURTADO, P. B. R. . Perspectivas do progresso inalcançável em Totônio Pacheco, de João Alphonsus. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 26, p. 01-05, 2021. DOI: 10.5007/2175-7917.2021.e77697. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/77697. Acesso em: 13 maio. 2021.

Edição

Seção

Resenhas