Boom latino-americano: por que os escritores brasileiros foram “esquecidos” durante esse período?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7917.2023.e92541

Palavras-chave:

Clarice Lispector, Guimarães Rosa, Jorge Amado, América Latina, Boom latino-americano

Resumo

Este trabalho tem por objetivo averiguar a ausência dos escritores brasileiros Clarice Lispector, João Guimarães Rosa, Jorge Amado e Érico Veríssimo, este último incluído por nós, no período do Boom latino-americano, propondo uma reflexão à questão. Sabemos que esta foi uma era muito importante para a América Latina, por meio da qual os escritores latino-americanos passaram a ser conhecidos no mundo inteiro e adquiriram respeito e notoriedade principalmente na Europa e nos EUA, porém, o Brasil não foi incluído na lista; por tal motivo, levantaremos uma discussão, também, sobre os fatores que levaram a esse “esquecimento”, propondo reflexões importantes. Para tal estudo, utilizamos como corpus de análise teses, dissertações, ensaios, artigos e matérias jornalísticas e consultas a alguns sites importantes; sendo todos estes materiais listados ao longo da discussão aqui proposta.

Biografia do Autor

Laís Gerotto de Freitas Valentim, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutoranda em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2023). Mestra em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie - UPM - 2022. É especialista em Língua Portuguesa e Literatura pela UPM, 2016. Graduada em Letras - Português/inglês habilitação Tradutor/Intérprete pelo Centro Universitário Anhanguera de São Paulo - Unidade Brigadeiro (2013).

Fernanda Reis da Rocha, Pesquisadora-autônoma

Doutora em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2019). Mestra em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie – UPM – 2015. Graduada em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2012).

Referências

AGUIAR, Cristhiano Motta. Milton Hatoum e Juan José Saer: contextualizações comparativas. In: MOTTA, Cristhiano Aguiar. Narrar um lugar: espaço ficcional e sua problematização em Cinzas do Norte, de Miltom Hatoum, e Nadie Nada Nunca, de Juan José Saer. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Presbiteriana Mackenzie. São Paulo. 2014, p. 144-180. Disponível em: http://tede.mackenzie.br/jspui/browse?type=author&value=Aguiar%2C+Cristhiano+Motta Acesso em 06 dez 2020.

COSTA, Adriane Vidal. Os intelectuais, o boom da literatura latino-americana e a Revolução Cubana. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História – ANPUH. São Paulo, jul. 2001, p. 01-15. Disponível em: http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/14/1300848079_ARQUIVO_TextoANPUHAdrianeCosta.pdf. Acesso em: 14 fev. 2022.

GAUCHA ZH. Adeus a Gabo: Escritores brasileiros ficaram de fora do boom hispano-americano que revelou García Márquez – Geração do autor colombiano arrebatou a opinião leitora na Europa, GauchaZH – GHZ, 2014. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/noticia/2014/04/escritores-brasileiros-ficaram-de-fora-do-boom-hispano-americano-que-revelou-garcia-marquez 4479413.html#:~:text=S%C3%A3o%20tr%C3%AAs%2C%20talvez%20dois%3A%20pela,no%20M%C3%A9xico%2C%20aos%2087%20anos. Acesso em: 27 abr. 2022.

HERRA, Mayra. El “Boom” de la literatura latinoamericana: causas, contextos y consecuencias. San Ramón, Alajuela: Coordinación de Investigación, Sede de Occidente, Universidad de Costa Rica, 1989. Disponível em: http://www.icomoscr.org/literatura/%5BEG-0125%5D01.Herra.El_BOOM_de_la_literatura_latinoamericana.pdf. Acesso em 10 fev. 2021.

KARAM, Henriette; ESPINDOLA, Angela. O Direito e Literatura pelas margens: o novo Boom latino-americano e a literatura dos silenciados. Revista Opinião Jurídica: Fortaleza. ano 18, n. 19, p. 221-242, 2020. Disponível em: https://periodicos.unichristus.edu.br/opiniaojuridica/article/view/3158. Acesso em: 14 fev. 2022.

LA CASA. Casa de las Américas. Disponível em: http://casadelasamericas.org/casa.php. Acesso em 29 abr. 2022.

MÁRQUEZ, Gabriel García. Cem anos de solidão. Trad. de Eliane Zagury. 30. ed. Rio de Janeiro: Record, 1967.

MONEGAL, Emir Rodriguez. El boom de la novela latinoamericana: Ensayo. Caracas, Venezuela: Editorial Tiempo Nuevo, 1972.

NACIONAL, Biblioteca. Prêmio Camões de Literatura, 2022. Disponível em: https://www.bn.gov.br/explore/premios-literarios/premio-camoes-literatura. Acesso em: 27 abr. 2022.

SERRÃO, Raquel de Araújo. A hora e a vez do Rosa no Pós-boom latino-americano – a ficcionalização da história sob a ótica feminina. Olhos d’água: UNESP São José do Rio Preto. v. 5, n. 1, p. 103-118, 2013. Disponível em: http://www.olhodagua.ibilce.unesp.br/index.php/Olhodagua/article/view/182. Acesso em 8 mar 2021.

SOARES, Caroline Ferreira. Boom latino-americano: movimento estético-político ou fenômeno da sociedade de consumo? Revista PUC-RS, anais 27. 2015. Disponível em: https://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/sihl/assets/2015/27.pdf. Acesso em 20 fev. 2021.

VALENTIM, Laís Gerotto de Freitas. O casal de protagonistas em De amor e de sombra, de Isabel Allende: uma análise. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2022. Disponível em: https://dspace.mackenzie.br/handle/10899/28853?show=full. Acesso em: 27 abr. 2022.

Downloads

Publicado

2023-07-04

Como Citar

VALENTIM, Laís Gerotto de Freitas; ROCHA, Fernanda Reis da. Boom latino-americano: por que os escritores brasileiros foram “esquecidos” durante esse período?. Anuário de Literatura, [S. l.], v. 28, p. 01–13, 2023. DOI: 10.5007/2175-7917.2023.e92541. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/literatura/article/view/92541. Acesso em: 16 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos