As intermitências das aspas: a leitura em Ana Cristina Cesar

Davi Pessoa Carneiro Barbosa

Resumo


Este artigo pretende trazer à tona algumas questões referentes à leitura, à escritura e à tradução ao longo da produção poética de Ana Cristina Cesar. As três práticas a que me referi não possuem uma hierarquia, ao contrário elas se sobrepõem, e ao mesmo tempo em que marcam as referências de leitura, elas possibilitam a intermitência das aspas destas para possibilitar o contato com outras leituras, relacionando séries de leituras que, a priori, poderiam nos parecer impossíveis, com o intuito de buscar não apenas o dado estético da leitura-escritura-tradução, mas também o caráter ético dessa experiência.

Palavras-chave


Ana Cristina Cesar; Leitura; Escritura; Tradução

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-784X.2010nesp3p117

Direitos autorais



Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon