Murilo Mendes e Elizabeth Bishop: Poesia Abstrata em Ouro Preto

Autores

  • Renata Gonçalves Gomes Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-784X.2010nesp3p62

Palavras-chave:

Murilo Mendes, Elizabeth Bishop, Poesia

Resumo

Este ensaio parte de duas cidades instauradas a partir do "eu" abstrato de dois poetas que percorrem pela cidade - ou deixam-a percorrer -: Murilo Mendes e Elizabeth Bishop. Ambos em Ouro Preto se marcam na pequena cidade e fazem de seus poemas, molduras de cartão-postal, em que figuram a Ouro Preto de cada um, uma cidade que só os poetas enxergam, que só os poetas a têm. Utilizando textos teóricos de Raúl Antelo, Maria Lucia de Barros Camargo e Maria Lúcia Milléo Martins, este ensaio tem o propósito de desvendar o "olhar" de cada poeta sobre a cidade de Ouro Preto.

Biografia do Autor

Renata Gonçalves Gomes, Universidade Federal de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2010-09-21