Granta: “definindo os contornos do cenário literário”

Lilia Baranski Feres, Valéria Silveira Brisolara

Resumo


No ano de 2012, na Inglaterra, veio a público o volume 121 do periódico literário inglês Granta: The best of young Brazilian novelists. Essa publicação se deu a partir da tradução de Os me­lhores jovens escritores brasileiros, obra que havia sido publicada meses antes no Brasil como resultado do Projeto Granta em Português. Os títulos dessa coleção, lançados a cada dez anos, operam como meio de introduzir ao público leitor autores contemporâneos que apresentam uma promissora carreira literária. A fim de investigar o papel potencialmente definidor de periódicos literários desse tipo, o presente artigo analisa material integrante dos dois volumes, tanto texto quanto paratexto, com fun­damentação teórica de autores como Even-Zohar, que aborda as restrições e coerções exercidas na transferência de bens culturais dentro do sistema literário; Bourdieu, que trata do poder inerente ao uso da linguagem; e Foucault que discute as características e o papel desempenhado pela entidade autor.


Palavras-chave


Revista Literária Granta; Cultura; Literatura

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-784X.2016v16n26p115

Direitos autorais 2016 Boletim de Pesquisa NELIC



Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon