Uma revista de cultura num país de intolerância política: a publicação colombiana Mito como objeto político

Vítor Kawakami

Resumo


Através de uma abordagem que busque compreender as dimensões culturais e políticas como interdependentes, com o auxílio de embasamentos conceituais de pensadores como Raymond Williams, Beatriz Sarlo e Michel Foucault, este artigo discute a forma como Mito – revista bimestral de cultura atuou diretamente sobre a polarizada e conflitante realidade política colombiana entre os anos de 1955 e 1962, posicionando-se diante de entraves socioculturais que perduravam desde os anos diretamente anteriores a sua publicação. A perspectiva de leitura considerada, antes de tomar a revista apenas como registro de acontecimentos históricos, observa a composição de seu discurso enquanto interferente no contexto político-cultural do país.


Palavras-chave


Literatura colombiana; Periódicos literários latino-americanos; Intelectuais e política

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-784X.2016v16n26p77

Direitos autorais 2016 Boletim de Pesquisa NELIC



Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon