Um percurso com a montagem na noite de "Onde estivestes de noite", de Clarice Lispector

Autores

  • Djulia Justen Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-784X.2017v17n27p56

Palavras-chave:

Montagem, Técnica, História

Resumo

Para ler um percurso com a montagem na noite do conto "Onde estivestes de noite", de Clarice Lispector, persigo alguns punctuns que se abrem no texto clariceano associados às leituras de Walter Benjamin sobre a imagem, a montagem e a técnica, e de Giorgio Agamben sobre o contemporâneo. É a partir desta exigência de leitura que os punctuns endereçam, tão própria da noite singular deste conto, que é possível escutar o chamado do escuro da noite de "Onde estivestes de noite" assim como faz o contemporâneo ao ouvir o chamado do escuro do nosso tempo para uma escrita da história com a montagem.

Biografia do Autor

Djulia Justen, Universidade Federal de Santa Catarina

Psicanalista, doutoranda em literatura no Programa de Pós-graduação em Literatura, sob orientação da professora Dra. Ana Luiza Andrade, na Universidade Federal de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2017-09-06