Fantasmagorias do tempo: apagamento da memória e invenção da história no espaço brasileiro

Ettore Finazzi-Agrò

Resumo


O ensaio procura resgatar os muitos silêncios e as omissões recorrentes que constelam a história brasileira remetendo, sobretudo, para a magistral recapitulação das teorias historiográficas apresentada no livro de Paul Ricoeur L’histoire, la mémoire, l’oubli. A conexão entre memória e esquecimento, da qual depende boa parte da historiografia contemporânea, leva, de fato, a pensar o tempo brasileiro na sua inconsequência ou na sua intempestividade, justificando a proposta, avançada por Raul Antelo, da história do Brasil como uma possível "genealogia do vazio".


Palavras-chave


Vazio; Genealogia; Fantasmagoria

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-784X.2018v18n29p53

Direitos autorais 2018 Ettore Finazzi-Agrò

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Boletim de Pesquisa NELIC, ISSNe 1984-784X, Florianópolis, SC, Brasil.

 

CC-by-NC icon