O encontro, ou as imagens saem da boca

Autores

  • Júlia Vasconcelos Studart Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-784X.2018v18n29p63

Palavras-chave:

Política, Tempo, Leitura crítica, Destruição

Resumo

Esse texto é uma breve leitura crítica do pensamento de Raul Antelo, principalmente a partir do seu pequeno livro Tempos de Babel: destruição e anacronismo, publicado em 2017. Um gesto sempre em direção ao político, ou seja, ao não-aparentado. Ou seja, a tentativa de recompor uma leitura da teoria da destruição (Benjamin) para destruir a destruição, num pensamento que vem com e da história da arte provocando encontros com o meridiano: uma política do tempo.

Biografia do Autor

Júlia Vasconcelos Studart, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Professora da Escola de Letras da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.

Downloads

Publicado

2018-09-05