Orientação Psicológica para a Aposentadoria

Dulce Helena Penna Soares, Aline Bogoni da Silva

Resumo


O presente artigo propõe reflexões sobre o papel da Psicologia na orientação para a aposentadoria e as novas possibilidades de atuação profissional do psicólogo. A discussão fundamentou-se na apresentação de três realidades vinculadas à população aposentada: as mudanças demográficas devidas ao aumento da expectativa de vida mundial, a deficiência evidente no atendimento às demandas da população aposentada e as novas tendências do processo de aposentadoria. O olhar da Psicologia para essas três realidades vincula-se à centralidade do trabalho na vida dos sujeitos e às diversas mudanças ocasionadas pela ruptura com as identificações do trabalho quando da aposentadoria. A partir das reflexões realizadas, propõe-se a ampliação das possibilidades de orientação psicológica para a aposentadoria, que consiste no acompanhamento psicológico durante toda a carreira dos sujeitos, levando-se em conta a trajetória profissional, as escolhas realizadas ao longo da vida, a satisfação pessoal ou não em sua atuação.

Palavras-chave: aposentadoria, psicologia, atuação profissional, orientação.

Palavras-chave


aposentadoria, psicologia, atuação profissional, orientação

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.