Saúde e qualidade de vida na empresa familiar

Denise Descanio, Maria Cristina Lunardelli

Resumo


Estudos e pesquisas sobre empresas familiares sinalizam que há um conjunto de conhecimentos de suma importância nos diagnósticos e intervenções nesse tipo de organização. Este estudo buscou verificar como os princípios norteadores da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), propostos por WALTON apud Fernandes (1996), estão inseridos na empresa familiar. Por meio da análise das variáveis indicadoras de QVT propostas por WALTON – compensação justa e adequada; condições de trabalho; uso e desenvolvimento de capacidades; oportunidade de crescimento e segurança; integração social na organização; trabalho e o espaço total de vida; relevância social do trabalho na vida –, vimos que parte dessas variáveis, como condições de trabalho, integração social e constitucionalismo são precárias no ramo empresarial em geral. Todavia, a empresa familiar, além desses obstáculos, enfrenta os relativos a profissionalização e sucessão, que envolvem conflitos de ordem pessoal e familiar, diferentemente, neste aspecto, de outros grupos empresariais. Essa análise possibilitou compreender como as variáveis propostas por WALTON para investigar a QVT podem ser úteis no diagnóstico de empresas familiares, pois esse segmento empresarial, para manter-se competitivo e mais humanizado, deve ser capaz de gerar ações que contemplem um ambiente de trabalho aprazível e promotor de saúde.

Palavras-chave


Empresa familiar. Qualidade de vida no trabalho. Profissionalização

Texto completo:

PDF


Rev. Psi: Org e Trab R. Eletr. Psico., ISSN 1984-6657, Brasília, Brasil.