Dinâmica da invasão de Pinus elliottii Engelm. em restinga sob processo de restauração ambiental no Parque Florestal do Rio Vermelho, Florianópolis, SC

Kurt Bourscheid, Ademir Reis

Resumo


A invasão de espécies em comunidades naturais representa uma grande ameaça à biodiversidade global. A segunda maior causa de extinção de espécies no mundo está relacionada com a ação de espécies invasoras, superada apenas pela perda e fragmentação de habitats. O objetivo deste estudo foi quantificar os níveis de re-infestação de Pinus elliottii Engelm var. elliottii no Parque Florestal do Rio Vermelho, Florianópolis, SC. Um ano após a derrubada de um hectare de Pinus, foram montadas 100 parcelas para avaliar a regeneração de Pinus. Avaliações semestrais foram feitas do inverno de 2003 ao verão de 2005. A densidade populacional apresentou diferenças estatísticas, variando de 19.617 indivíduos/ha até 166.624 indivíduos/ha. O efeito de borda evidenciou-se a partir do inverno de 2004 e aumentou significativamente a taxa de emergência. As faixas mais próximas da borda apresentaram maiores densidades populacionais, chegando a 362.268 indivíduos/ ha até 10m da borda. A média da densidade populacional para cada faixa apresentou uma escala exponencial decrescente que vai de 569.598 indivíduos/ha na faixa mais próxima à borda a 43.768 indivíduos/ha na faixa

mais distante da borda. Sugere-se cortar os indivíduos em estágio Jovem 2 a cada 4 anos, aproximadamente, de forma a controlar a reinfestação.


Palavras-chave


Dinâmica populacional; Invasão biológica; Restauração ambiental

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n2p23

Direitos autorais 2011 Kurt Bourscheid, Ademir Reis

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.