Eficiência de extratos vegetais no controle de Diabrotica speciosa (Germar, 1824) (Coleoptera: Chrysomelidae), em laboratório

Junir Antonio Lutinski, Patricia Migliorini, Flávio Roberto de Mello Garcia

Resumo


Vulgarmente conhecida como “vaquinha”, Diabrotica speciosa (Germar, 1824) ocorre na maioria dos estados brasileiros, destacando-se como uma das mais importantes pragas do feijoeiro e do milho. Visando avaliar a atividade inseticida de extratos brutos aquosos de nove espécies vegetais sobre os adultos deste inseto, realizou-se este trabalho. O experimento, conduzido em laboratório, foi realizado sob delineamento completamente casualizado, com dez tratamentos e quatro repetições. Para tal, utilizou-se um frasco, contendo em seu interior cinco espécimes adultos e uma folha de feijoeiro (Phaseolus vulgaris Linnaeus) previamente imersa no extrato, tampado com um recorte de pano poroso e fixado por uma borracha. A variável avaliada foi número de espécimes de D. speciosa vivos. Os tratamentos consistiram em extratos de salvia (Salvia officinalis Linnaeus), cravo (Eugenia caryophyllata Thunb), noz-moscada (Myristica fragans Houtt), cinamomo (Melia azedarach Linnaeus), timbó (Ateleia glazioveana Baill), eucalipto (Eucalyptus citriodora Hook), canela (Cinnamomum zeylanicum Blume), figueira (Ficus microcarpa Linnaeus f.), alecrim (Rosmarinus officinalis Linnaeus) e a testemunha (apenas água destilada). As avaliações de sobrevivência foram realizadas a cada 24 horas, durante 10 dias. Sobre o número de espécimes vivos efetuou-se a análise de variância em bifatorial (10 extratos x 11 horários após a aplicação). As médias foram agrupadas pelo teste de Duncan ao nível de 5% de probabilidade de erro. Os extratos mais eficientes foram o timbó, noz-moscada e cinamomo, com porcentagens de eficiência variando entre 80,4% e 100%.


Palavras-chave


Vaquinha; Inseticida botânico; Cinamomo; Timbó; Noz-moscada.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2010v23n1p83

Direitos autorais 2011 Junir Antonio Lutinski, Patricia Migliorini, Flávio Roberto de Mello Garcia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.