Morfologia do aparato hióide de algumas espécies de odontocetos do sul do Brasil

Dan Jacobs Pretto, Gabriela Oliveira, Maurício Eduardo Graipel, Paulo César Simões-Lopes

Resumo


O aparato hióide dos odontocetos serve como principal ponto de fixação de músculos e ligamentos que subsidiam a respiração, a produção de sons e a alimentação. No entanto, a maior parte da literatura anatômica desconsidera os ossos dessa região apresentando apenas descrições osteológicas gerais sem considerar os aspectos comparativos. Neste trabalho procurou-se determinar as variações intra e interespecíficas dos elementos ossificados do aparato hióide de seis espécies de odontocetos. Foram estudados 96 aparatos hióides das seguintes espécies: Phocoena spinipinnis (n = 1), Pontoporia blainvillei (n = 20), Sotalia guianensis (n = 37), Stenella frontalis (n = 13), Steno bredanensis (n = 6) e Tursiops truncatus (n = 19). Dentre as seis espécies analisadas, P. spinipinnis, P. blainvillei e S. guianensis apresentaram características diagnósticas evidentes, sendo que as demais foram mais bem descritas por variações morfométricas levando em conta o conjunto de ossos do aparato hióide. Variações intraespecíficas foram registradas com maior amplitude em T. truncatus, sendo que S. guianensis apresentou dimorfismo sexual. A morfologia do aparato hióide mostrou-se importante na caracterização e diferenciação de todas as espécies estudadas.


Palavras-chave


Ossos; Anatomia; Cetáceos; Morfometria; Variação intra e interespecífica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n1p111

Direitos autorais 2011 Dan Jacobs Pretto, Gabriela Oliveira, Maurício Eduardo Graipel, Paulo César Simões-Lopes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.