Florística e estrutura comunitária de restinga herbácea no município de Araranguá, Santa Catarina

Alecsandro Schardosim Klein, Vanilde Citadini-Zanette, Robson Santos

Resumo


Estudou-se a composição florística e a estrutura comunitária da restinga herbácea na localidade de Ilhas, Araranguá, Santa Catarina. Para a florística utilizou-se o método expedito por caminhamento e para a fitossociologia
o método de parcelas em seis locais de amostragem com distância aproximada de 600m entre si, sendo traçadas em cada local cinco parcelas de 4m², totalizando 30 parcelas (120m²). A cobertura de cada espécie foi estimada pela escala de Causton. Foram registradas 60 espécies distribuídas entre 30 famílias. Asteraceae foi a de maior riqueza específica (11), seguida por Poaceae (nove). As espécies com maiores valores de importância foram
Juncus acutus L., Andropogon arenarius Hack. e Hydrocotyle bonariensis Lam. A diversidade específica e equabilidade foram 3,25 nats e 0,60, respectivamente.

Palavras-chave


Florística; Fitossociologia; Restinga; Vegetação costeira

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 Alecsandro Schardosim Klein, Vanilde Citadini-Zanette, Robson Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.