Ocurrencia de Cryptosporidium spp. en manatí amazônico (Trichechus inunguis, Natterer, 1883)

João Carlos Gomes Borges, Leucio Câmara Alves, Danielle dos Santos Lima, Fábia de Oliveira Luna, Carla Verônica Carrasco Aguilar, Jociery Einhardt Vergara-Parente, Maria Aparecida da Glória Faustino, Ana Maria Alves Lima, Miriam Marmontel

Resumo


O protozoário apicomplexa Cryptosporidium infecta vários mamíferos, incluindo espécies terrestres e aquáticas. Na epidemiologia desta parasitose, a ingestão de água e/ou de alimentos contaminados com oocistos consiste no principal mecanismo de transmissão para animais susceptíveis. Entre os Sirênios, a ocorrência de Cryptosporidium spp. foi relatada em dugongos (Dugong dugon) e peixes-boi marinhos (Trichechus manatus manatus). O presente trabalho teve como objetivo verificar a ocorrência de Cryptosporidium spp. em peixes-boi amazônicos. Para isso, foram coletadas amostras fecais provenientes de dez peixes-boi amazônicos nativos, dois espécimes mantidos em cativeiro e 103 amostras fecais sobrenadantes. As amostras foram processadas pelo método de sedimentação em formol-éter e corados pela técnica de Kinyoun para determinar a presença de oocistos de Cryptosporidium spp. Após as análises, as amostras positivas foram submetidas à confirmação pelo Teste de Imunofluorescência Direta. Os resultados mostraram que 4.34% (5/115) das amostras foram positivas. Este é o primeiro relato de Cryptosporidium spp. em peixes-boi amazônicos.

Palavras-chave


Sirênios; Coccídio; Água; Amazônia

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 João Carlos Gomes Borges, Leucio Câmara Alves, Danielle dos Santos Lima, Fábia de Oliveira Luna, Carla Verônica Carrasco Aguilar, Jociery Einhardt Vergara-Parente, Maria Aparecida da Glória Faustino, Ana Maria Alves Lima, Miriam Marmontel

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.