Produção de cistos de “branchoneta” Dendrocephalus brasiliensis (Crustacea: Anostraca).

José Patrocínio Lopes, Hélio de Castro B. Gurgel, Alfredo Olivera Gálvez, Cibele Soares Pontes

Resumo


O trabalho objetivou desenvolver uma metodologia para produção de cistos de “branchoneta” Dendrocephalus brasiliensis, realizada na Estação de Piscicultura da CHESF, Paulo Afonso-BA, com finalidade de viabilizar a branchoneta como fonte alternativa de alimento. A pesquisa constou de dois tratamentos (com e sem inoculação de cistos de D. brasiliensis), realizada em duas épocas distintas (maio e outubro), com duas repetições. Foram utilizados quatro viveiros semi-escavados de 2000 m2. Após a ANOVA (P<0,05) constatou-se que o tratamento com inoculação apresentou média de 20,75±2,31g de cistos nos viveiros deste tratamento, superior ao outro tratamento com 7,75±2,31g. Assim podendo produzir em média 2.075g/ha/ano de cistos.

Palavras-chave


Dendrocephalus brasiliensis; Produção de cistos; Cultivo

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 José Patrocínio Lopes, Hélio de Castro B. Gurgel, Alfredo Olivera Gálvez, Cibele Soares Pontes

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.