A avifauna em uma seção da área urbana de Uberlândia, MG.

Khelma Torga, Alexandre Gabriel Franchin, Oswaldo Marçal Júnior

Resumo


Aves são intensamente pesquisadas em áreas urbanas. Neste estudo avaliou-se a riqueza, a composição e a freqüência de contato das espécies de aves registradas em uma seção da área urbana de Uberlândia (MG). A avifauna foi amostrada entre outubro de 2003 e agosto de 2004, em pontos de observação dispostos em três avenidas da cidade. As observações foram feitas pela manhã, em sessões de oito minutos cada uma. Foram realizados registros visuais e/ou sonoros das espécies e quantificados os contatos. Foram amostrados 1.080 pontos de contato, totalizando 144 horas de observação. Foram registradas 66 espécies de aves (10 ordens, 29 famílias e 59 gêneros). Passeriformes foi a ordem mais representativa, destacando-se as famílias Emberizidae e Tyrannidae. Dentre as ordens Não-Passeriformes, destacaram-se Apodiformes e Columbiformes. Foram registradas 61 espécies na estação chuvosa e 52 na seca. Espécies residentes e prováveis residentes representaram quase 80% das aves registradas. Foram computados 9.417 contatos. Espécies insetívoras e onívoras foram predominantes. A riqueza de aves se mostrou representativa em relação ao conhecimento atual da avifauna em Uberlândia.

Palavras-chave


Ambiente urbano; Aves; Ecologia urbana; Pontos de contato

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 Khelma Torga, Alexandre Gabriel Franchin, Oswaldo Marçal Júnior

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.