Etnoecologia caiçara: o conhecimento dos pescadores artesanais sobre aspectos ecológicos da pesca.

Milena Ramires, Silvia Maria Guerra Molina, Natalia Hanazaki

Resumo


Através da pesca artesanal os pescadores exploram o ambiente aquático de forma peculiar e mantêm grande diversidade de interações diretas com o ambiente. Sob o enfoque da etnoecologia, este trabalho teve como objetivo realizar um estudo etnoictiológico para obter informações sobre a diversidade da ictiofauna marinha através do conhecimento dos pescadores artesanais, abordando aspectos morfológicos, ecológicos e comportamentais dos peixes, tais como: habitat, reprodução, comportamento, entre outros, verificando também as similaridades entre o etnoconhecimento caiçara e a literatura científica. A presente pesquisa foi realizada nas comunidades caiçaras da Barra do Ribeira e Jairê (Iguape), Carijo e Porto Cubatão (Cananéia) e Pedrinhas (Ilha Comprida). Constatou-se uma elevada concordância entre o etnoconhecimento e o conhecimento científico, proporcionando assim mais uma contribuição para discussão das relações entre biodiversidade e diversidade cultural, bem como a potencial contribuição do etnoconhecimento para a conservação da biodiversidade.

Palavras-chave


Etnoecologia; Caiçaras; Pescadores; Pesca artesanal

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2007 Milena Ramires, Silvia Maria Guerra Molina, Natalia Hanazaki

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.