Fenologia e visitantes florais de Erythrina crista-galli L. (Leguminosae: Faboideae) em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil

Raimunda Alice Coimbra Vieira Costa, Ana Beatriz Barros de Morais

Resumo


Erythrina crista-galli é uma espécie característica do bioma Pampa, também usada com fins ornamentais em arborização urbana. E. crista-galli  floresce mais intensamente de novembro a dezembro. A antese inicia entre 7h-11h, e as flores têm duração de cinco dias. Um total de 1.275 visitas florais foi registrado em 57h de observações. Abelhas da família Apidae (Trigona spinipes e Apis mellifera) foram os visitantes fl orais mais freqüentes (88,23%), seguidos de moscas (Muscidae – 5,50%), formigas (Formicidae – 2,35%), vespas (Vespidae –  1,56%) e besouros (Chrysomelidae – 1,56%). As flores também foram visitadas por beija-flores da família Trochilidae (Chlorostilbon aureoventris) (0,79%). A abelha T. spinipes foi observada em todos os horários e apresentou comportamento de possível polinizadora, juntamente com A. mellifera e o beija-fl or C. aureoventris. E. crista-galli é autocompatível, apresentando produção de frutos e sementes após a polinização manual e sob condições naturais.


Palavras-chave


Chlorostilbon aureoventris; Erythrina crista-galli; Fenologia; Trigona spinipes

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n2p51

Direitos autorais 2008 Raimunda Alice Coimbra Vieira Costa, Ana Beatriz Barros de Morais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.