Avaliação da composição de invertebrados terrestres em uma área rural localizada no município de Campina Grande do Sul, Paraná, Brasil

Fernando Willyan Trevisan Leivas, Marta Luciane Fischer

Resumo


Os invertebrados terrestres que participam ativamente na formação do solo  podem ser utilizados como indicadores de perturbação ambiental. Assim, objetivou-se realizar uma avaliação da composição da fauna de invertebrados terrestres, em uma área rural, no município de Campina Grande do Sul. As coletas foram realizadas em um fragmento de Floresta com Araucária, com dois pontos amostrais estruturalmente diferenciados, através de armadilhas pitfall. Foram capturados 1776 invertebrados, pertencentes aos filos Arthropoda, Annelida, Mollusca e Plathyhelminthes, sendo Arthropoda e  Hexapoda os grupos mais representativos. Dentro dos Hexapoda, onze ordens foram registradas, destas, Coleoptera, Hymenoptera, Collembola e Diptera foram as mais abundantes. O fragmento estudado, embora esteja em recuperação há cerca de 10 anos após interferência antrópica de aproximadamente 40 anos e, todavia, ser rodeado de áreas utilizadas para agropecuária, agricultura e estradas, comporta diferentes grupos de invertebrados terrestres de níveis tróficos abrangentes, sendo importantes para a estrutura espacial e a composição da serrapilheira do fragmento.


Palavras-chave


Arthropoda; Floresta com araucária; Fragmento; Pitfall

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p65

Direitos autorais 2008 Fernando Willyan Trevisan Leivas, Marta Luciane Fischer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.