Dinâmica populacional de Drepanotrema cimex (Moricand, 1839) (Mollusca: Basommatophora: Planorbidae) no Parque Barigüi, Curitiba, Paraná, Brasil

Marlus Bueno-Silva, Marta Luciane Fischer

Resumo


A ecologia do caramujo límnico Drepanotrema cimex (Moricand, 1839), hospedeiro intermediário de Trematoda de interesse veterinário, é pouco conhecida no país. Objetivou-se analisar a dinâmica populacional de D. cimex associada às macrófitas aquáticas do Parque Barigüi, Curitiba, Brasil. As coletas foram realizadas em três pontos do parque, que se diferenciavam pela distância até o rio Barigüi e pelo tipo de vegetação. Foram registradas 278 conchas, sendo mais freqüentes no local de predomínio das macrófitas Paspalum sp. e Alternanthera philoxeroides (Mart.) Griseb. A maior ocorrência no outono indicou que a fase adulta culmina nesta estação, como resultado do período de chuvas, que parece favorecer a reprodução dos indivíduos no verão. Contudo, não houve correlação da temperatura da água com o número total de caramujos e nem com diâmetro médio das conchas. Foram constatadas variações intraespecíficas na tonalidade das conchas nos três pontos amostrais.

Palavras-chave


Caramujo límnico; Ecologia; Planorbidae; Macrófitas aquáticas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2005 Marlus Bueno-Silva, Marta Luciane Fischer

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.