Recuperação ambiental e contaminação biológica: aspectos ecológicos e legais

Autores

  • Marina Bazzo de Espíndola Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC
  • Fernando Campanhã Bechara Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC
  • Mariana Seifert Bazzo Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC
  • Ademir Reis Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Palavras-chave:

Conservação, Legislação ambiental, Recuperação, Contaminação biológica, Espécies invasoras

Resumo

A restauração ambiental é uma necessidade contemporânea e imposta por lei. Técnicas tradicionais de recuperação de áreas degradadas têm exposto ecossistemas naturais a riscos de contaminação biológica uma vez que muitas dessas práticas utilizam espécies exóticas. A contaminação biológica é preocupante por ser uma ameaça às populações naturais, sendo a segunda maior causa de extinção de espécies no planeta. É importante que esta questão seja considerada na concepção e implementação de projetos de recuperação de áreas degradadas. Este trabalho discorre sobre alguns aspectos essenciais da restauração ambiental, da contaminação biológica e da necessidade de mais clareza e objetividade nas normas legais relacionadas a estes assuntos.

Biografia do Autor

Marina Bazzo de Espíndola, Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC

Possui Graduação em Ciências Biológicas, licenciatura e bacharelado, pela Universidade Federal de Santa Catarina, onde também concluiu o Mestrado em Biologia Vegetal com ênfase em Ecologia Vegetal. Realizou o Doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro em Educação, Gestão e Difusão de Biociências.

Mais informações no Currículo Lattes.

Fernando Campanhã Bechara, Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC

Professor efetivo e co-fundador dos cursos de graduação em Engenharia Florestal e de Mestrado em Desenvolvimento Regional da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Doutor em Recursos Florestais pela Universidade de São Paulo (ESALQ-USP) na área de Restauração Ecológica. Mestre em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), na área de Invasão Biológica. Formado em Engenharia Florestal (ESALQ-USP).

Mais informações no Currículo Lattes.

Mariana Seifert Bazzo, Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC

Possui Graduação em Direito Diurno pela Universidade Federal do Paraná.

Mais informações no Currículo Lattes.

Ademir Reis, Departamento de Botânica, Centro de Ciências Biológicas, UFSC

Possui Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Fundação Universidade Regional de Blumenau, Graduação em Licenciatura em Filosofia pela Universidade de Passo Fundo, Mestrado em Botânica pela Universidade Federal do Paraná e Doutorado em Biologia Vegetal pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é prof. titular da Universidade Federal de Santa Catarina.

Mais informações no Currículo Lattes.

Downloads

Publicado

2005-01-01

Edição

Seção

Artigos