Interação entre pescadores e mamíferos marinhos no litoral do Estado do Paraná - Brasil

Cristiane Barreto Przbylski, Emygdio Leite de Araujo Monteiro-Filho

Resumo


O estudo sobre as interações entre pescadores e mamíferos marinhos, foi realizado em três municípios do litoral paranaense: Antonina, Pontal do Paraná e Guaratuba. De maneira geral, a interação entre homens e golfinhos foi considerada positiva para ambas as espécies, pois quando arrebanhavam os peixes, não sendo considerados como competidores. Além disto, por motivo de superstição, os animais não eram molestados. No que se refere a pinípedes, a interação geralmente foi negativa para os animais, pois há relatos onde eles foram mortos a tiros e pauladas por alguns moradores da região, os quais os desconhecem. Ocorre captura acidental, principalmente de pequenos cetáceos em redes de pesca, havendo também um caso de baleia franca com uma rede de pesca enroscada na cabeça, que apareceu próximo à praia, em Pontal do Paraná. O destino frequentemente dado aos animais acidentalmente capturados, foi devolvê-los ao mar, no entanto, em todos os locais estudados houve relato do consumo humano de carne de golfinhos. A captura acidental pode ser considerada rara e, aparentemente, não consiste de uma ameaça às populações de mamíferos marinhos no litoral paranaense.

Palavras-chave


Interações; Cetáceos; Pinípedes; Comunidade pesqueira

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

Direitos autorais 2001 Cristiane Barreto Przbylski, Emygdio Leite de Araujo Monteiro-Filho

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.