Captura e utilização do peixe-boi marinho (Trichechus manatus manatus) no litoral Norte do Brasil

Fábia de Oliveira Luna, Janaina Pauline de Araújo, Régis Pinto de Lima, Marisol Menezes Pessanha, Ricardo José Soavinski, José Zanon de Oliveira Passavante

Resumo


O mamífero aquático mais ameaçado de extinção no Brasil é o peixe-boi marinho (Trichechus manatus manatus). Durante os anos de 1992 e 1993, foram percorridos 3000km do litoral dos Estados do MA, PA e AP, onde foram  visitadas 145 localidades e realizadas 262 entrevistas com o objetivo de identificar a pressão de caça do peixe-boi marinho e sua utilização pelas comunidades litorâneas do norte do Brasil. Os entrevistados foram pessoas envolvidas em atividades de pesca, preferencialmente que já caçaram o animal. A captura seguida de morte intencional foi responsável por 94,07% da mortalidade, e o encalhe por 5,93%. A captura intencional é um fator ainda muito forte na mortalidade do peixe-boi, tendo a caça com arpão ocorrido em 86,38% das capturas. O objetivo da captura foi, em 63,83%, para alimentação, e, em 30,64%, para alimentação e comércio, registrando-se a utilização de partes do animal para fins diversos (remédio, fetiches, simpatias). A compreensão dos costumes das comunidades no que tange ao animal é condição importante para proposição de estratégias de conservação da espécie.


Palavras-chave


Caça; Mamífero aquático; Peixe-boi marinho; Trichechus manatus

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p115

Direitos autorais 2008 Fábia de Oliveira Luna, Janaina Pauline de Araújo, Régis Pinto de Lima, Marisol Menezes Pessanha, Ricardo José Soavinski, José Zanon de Oliveira Passavante

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.