Lagoa da Conceição: uma revisão da disponibilidade de dados ecológicos visando o direcionamento de novas pesquisas no ecossistema

Leonardo Kleba Lisboa, Letícia Frozza Teive, Maurício Mello Petrucio

Resumo


A Lagoa da Conceição é um dos principais focos turísticos da Ilha de Santa Catarina, sendo conseqüente alvo de modificações de origem antrópica. Pesquisas têm caracterizado e avaliado a gravidade de seus principais contaminantes. Neste trabalho foi feita uma revisão da disponibilidade de dados relacionada à ecologia da Lagoa, visando direcionar novas pesquisas e estudos complementares para compreensão da dinâmica do ambiente e para seu uso sustentável. A Lagoa recebe influencia de esgotos domésticos, metais pesados e ocupação desordenada. A influência das águas marinhas é mais observada nas regiões próximas ao canal da Barra, que leva a diminuição das concentrações de alguns nutrientes e alterações das comunidades. Averiguou-se a falta de dados contínuos e de longa duração sobre a dinâmica das comunidades aquáticas, produtividade do ambiente, ciclos do nitrogênio e fósforo e das concentrações de clorofila. O padrão de circulação da Lagoa, assim como a influência do Canal da Barra, são informações importantes para compreensão do funcionamento do ecossistema. Nota-se extrema necessidade de um programa de monitoramento periódico e contínuo de dados físicos, químicos e biológicos para avaliar as alterações no ambiente. Estas informações serão muito importantes para futuras propostas de educação ambiental, recuperação e para a preservação da Lagoa.


Palavras-chave


Lagoa da Conceição; Conservação; Qualidade de água; Lagoas costeiras; Síntese ecológica

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p139

Direitos autorais 2008 Leonardo Kleba Lisboa, Letícia Frozza Teive, Maurício Mello Petrucio

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.