Comportamento fenológico no evento pós-queima e biologia reprodutiva de Spiranthera odoratissima A. St.-Hil. (Rutaceae)

Cristiane Soares Pereira da Silva, Mirley Luciene dos Santos

Resumo


O comportamento fenológico das espécies de cerrado influenciadas pela ação de queimadas é pouco conhecido. O estudo da fenologia e biologia reprodutiva de Spiranthera odoratissima A. St.-Hil. foi realizado em uma área antropizada de cerrado sensu stricto submetida ao fogo no município  de Goiânia, Goiás. Observações fenológicas evidenciaram que os indivíduos floresceram sincronicamente três meses após a queima. Os  ritmos fenológicos estiveram associados aos efeitos da sazonalidade pluviométrica, padrão característico das espécies subarbustivas de cerrado. As flores são brancas, de odor adocicado e estão reunidas em inflorescências paniculadas. A antese é crepuscular e inicia-se por volta das 16h. Os recursos oferecidos aos visitantes são pólen e néctar. A espécie produz 32,8μl (± 3,4) de néctar com concentração média de 16,4% (± 0,43) em equivalentes de sacarose. O sistema de polinização (falenofi lia) foi proposto com base na análise das características florais. Os visitantes observados foram abelhas (Apis mellifera Linnaeus), moscas, vespas, formigas e besouros, porém, devido ao comportamento na inflorescência,  foram considerados apenas pilhadores de recursos. Foi constatado que Trigona spinipes Fabr. pode atuar como polinizador secundário durante a pilhagem de pólen. Os resultados das polinizações manuais e o índice de incompatibilidade (ISI) indicam que a espécie é xenógama e auto-compatível.


Palavras-chave


Fogo; Sazonalidade; Falenofilia; Xenogamia; Manacá; Cerrado

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n1p29

Direitos autorais 2008 Cristiane Soares Pereira da Silva, Mirley Luciene dos Santos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.