Biologia floral e mecanismos reprodutivos de Ocimum canum Sims (Lamiaceae)

Autores

  • Anderson Barbosa Silva Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.
  • Marcela Fonseca Souza Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Alisson Harley Brito da Silva Universidade Estadual de Feira de Santana – BA, Brasil
  • Obertal da Silva Almeida Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Anderson Brito da Silva Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Cláudio Lúcio Fernandes Amaral Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n2p33

Palavras-chave:

Melhoramento genético, Sistemas reprodutivos, Polinização cruzada, Autopolinização

Resumo

O gênero Ocimum (Lamiaceae) compreende plantas ricas em óleos esse- nciais destinados às indústrias para a produção de fármacos, perfumes, cosméticos e temperos. Foi objetivo deste trabalho estudar a biologia floral e  os mecanismos reprodutivos de Ocimum canum Sims. com vistas ao melhoramento genético. Esta espécie possui inflorescências com flores brancas, perfeitas e protândricas. Os osmóforos estão localizados nas anteras e nos estigmas. A antese ocorre entre 10:30 e 11:30h. Os principais  polinizadores são abelhas dos gêneros Apis e Augochloropsis. Ocimum canum apresenta sistema de cruzamento misto com predomínio de polinização cruzada sobre a auto-polinização, o que pode evidenciar a ampla flexibilidade reprodutiva desta espécie.

Biografia do Autor

Anderson Barbosa Silva, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

Possui graduação em Ciências Biológicas (Licenciatura) pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2006). , é mestre em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Santa Cruz-BA, atuando principalmente nos seguintes temas: Recursos Genéticos Vegetais, Sistema reprodutivo, Genética de Organismos Endofíticos Aplicada à Resistência do Cacaueiro à Podridão-parda.Certificado pelo autor em 09/05/11

Marcela Fonseca Souza, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e mestrado em Biotecnologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). É docente da Faculdade Unidas de Pesquisa Ciência e Saúde (FAPEC) e pesquisadora da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) realizando trabalhos com detecção de viróides em plantas por meio de técnicas moleculares e seleção de variedades de maracujá tolerantes à patogenos. Além disso, colabora com pesquisas na Unidade Experimental do Horto Florestal da UEFS em pesquisas com aproveitamento de resíduos de sisal como substrato vegetal e bioinseticida. Tem experiência na área de atividade biológica de plantas do semi-árido, atuando principalmente nos seguintes temas: plantas medicinais e viróides de plantas.Certificado pelo autor em 14/01/11

Alisson Harley Brito da Silva, Universidade Estadual de Feira de Santana – BA, Brasil

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2004) e Mestrado em Botânica pela Universidade Estadual de Feira de Santana (2007). Atualmente é colaborador em projeto de pesquisa da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Tem experiência na área de Botânica Econômica e Genética, com ênfase em Melhoramento Genético de Plantas Medicinais, atuando principalmente nos seguintes temas: Plantas medicinais, Melhoramento vegetal, Physalis angulata e sisal.Certificado pelo autor em 10/11/09

Obertal da Silva Almeida, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2004) e Mestre em Agronomia-Área de Concentração em Fitotecnia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2007). Tem experiência na área de Melhoramento Genético Vegetal, Efeito genotóxico e alelopático de plantas medicinais, Etnobotânica e Formação de Professores.Certificado pelo autor em 07/09/11

Anderson Brito da Silva, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Possui graduação na área de Ciências Biológicas (2001), com Especialização em Genética pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2004) e Mestrado em Fitotecnia na linha de Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (2007). Professor regente de Anatomia e Fisiologia Humana no Curso Médio Técnico em Enfermagem do Colégio Polivalente Edivaldo Boaventura em Jequié. Professor de Ciências Morfológicas e Biossegurança nas Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde (FAPEC). Atualmente é docente mensalista da Faculdade de Tecnologia e Ciências (Campus de Vitória da Conquista), lecionando as disciplinas Biologia Geral e Histologia, Embriologia e Genética e Parasitologia Humana. Coordena Projetos de Pesquisa em Genética Toxicológica e Fisiopatologia Experimental. Tem experiência na área de Genética Vegetal, com ênfase em Citogenética e Conservação de Recursos Genéticos Vegetais, atuando principalmente nos seguintes temas: citogenética, recursos genéticos, plantas medicinais, sistema reprodutivo e hibridação.Certificado pelo autor em 19/07/11

Cláudio Lúcio Fernandes Amaral, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Possui Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF - 1995), Mestrado em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal de Viçosa (UFV - 1997), Doutorado em Genética e Melhoramento pela Universidade Federal de Viçosa (UFV - 2001) e Pós-Doutorado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP - 2010). Foi Professor Professor Colaborador e Assessor de Pesquisa da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). Atualmente, é Professor Titular da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Tem experiência na Área de Genética e Melhoramento, com ênfase em Biotecnologia Agrícola, Genética Vegetal e Melhoramento de Plantas, trabalhando com Espécies Aromáticas, Condimentares e Medicinais. É Membro Fundador do Instituto Baiano de Biotecnologia (IBB) e da Rede de Recursos Genéticos Vegetais do Estado da Bahia (RGV). É Avaliador Institucional e de Cursos do Ministério da Educação e Cultura (MEC). É Consultor "Ad hoc" de Diversas Revistas Científicas.Certificado pelo autor em 13/07/11

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigos