Identificação de itens alimentares constituintes da dieta dos peixes-boi marinhos (Trichechus manatus) na região Nordeste do Brasil

Autores

  • João Carlos Gomes Borges Programa de Pós Graduação em Ciência Veterinária, UFRPE Fundação Mamíferos Aquáticos, FMA Rua Manoel Andrade, 2460, Coroa do Meio, CEP 49035-530, Aracaju – SE, Brasil
  • Patrícia Guimarães Araújo Programa de Pós-Graduação em Oceanografia,UFPE.
  • Daiane Garcia Daiane Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI
  • George Emmanuel Cavalcanti de Miranda Universidade Federal da Paraíba. Programa de Pós-Graduação em Oceanografia – UFPE

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n2p77

Palavras-chave:

Mamíferos aquáticos, Sirênios, Macroalgas, Fanerógamas, Alimentação

Resumo

Os peixes-boi marinhos são considerados herbívoros oportunistas, consumindo uma grande variedade de itens alimentares. Objetivou-se com este trabalho identificar os itens alimentares constituintes da dieta dos peixe-boi marinhos em vida livre, na região Nordeste do Brasil. Para tanto  foram coletadas amostras de conteúdo estomacal, provenientes de seis carcaças de peixes-boi marinhos, além de amostras fecais de 11 animais nativos e cinco espécimes reintroduzidos. O material foi identificado ao nível de gênero e/ou espécie, através de aspectos morfo-anatômicos, sendo identificadas 21 espécies entre macroalgas, fanerógamas e cnidários. Através destas análi ses, foi possível observar que os peixes-boi marinhos alimentaram-se de uma grande diversidade de plantas aquáticas, com predominância das algas vermelhas.

Biografia do Autor

João Carlos Gomes Borges, Programa de Pós Graduação em Ciência Veterinária, UFRPE Fundação Mamíferos Aquáticos, FMA Rua Manoel Andrade, 2460, Coroa do Meio, CEP 49035-530, Aracaju – SE, Brasil

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2002) e mestrado em Ciência Veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (2007). Atualmente é coordenador do Projeto Peixe-Boi Marinho/FMA, conselheiro do Conselho Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco e representante técnico da Fundação Mamíferos Aquáticos na Rede de Encalhes de Mamíferos Aquáticos do Nordeste (REMANE). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em mamíferos aquáticos, atuando principalmente no seguinte tema: parasitologia, resgate, reabilitação e manejo.Certificado pelo autor em 16/09/11

Patrícia Guimarães Araújo, Programa de Pós-Graduação em Oceanografia,UFPE.

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Paraíba (2001) e mestrado em Oceanografia pela Universidade Federal de Pernambuco (2005) . Atualmente é Professor Substituto da Universidade Federal da Paraíba. Atuando principalmente nos seguintes temas: Algas Marinhas, Conservação e manejo de ambientes marinhos, Maricultura. 06/04/10Certificado pelo autor em 06/04/10

Daiane Garcia Daiane, Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI

Possui graduação em Ciências Biológicas - Biotecnologia - UNIVALI - CTTMar - Centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (2007) e mestrado no Programa de Pós Graduação em Biologia Animal PPGBA- UFPE (2010). É pesquisadora associada do Centro Nacional de Pesquisa Conservação e Manejo de Mamíferos Aquáticos, CMA e Fundação Mamíferos Aquáticos - FMA. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Mamíferos Aquáticos, atuando principalmente nos seguintes temas: etologia, histologia, conservação e contaminantes ambientais.Certificado pelo autor em 16/06/11

George Emmanuel Cavalcanti de Miranda, Universidade Federal da Paraíba. Programa de Pós-Graduação em Oceanografia – UFPE

Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal da Paraíba (1989) e mestre em Ecologia pela Universidade de São Paulo (2000) Doutor em Oceanografia pela UFPE (2010). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Botânica, com ênfase em Ficologia, atuando principalmente nas seguintes áreas: Cultivo de macroalgas marinhas, ecologia de macroalgas, comunidades macrofitobênticas; produtos naturais de algas marinhas.Certificado pelo autor em 15/08/11

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigos