Extratos aquosos de frutos verdes de Melia azedarach L. var. azedarach: Investigação da presença de cianeto e avaliação toxicológica

Rita de Cássia A. S. Seffrin, Ervandil Corrêa Costa, Lysandro Borges, Vanessa Corralo Borges, Paulo Cícero do Nascimento, Sônia Thereza Bastos Dequech, Carla Daniele Sausen

Resumo


Melia azedarach L., cinamomo, tem sido estudada pela sua ação inseticida e medicinal. Contudo, é uma espécie conhecida pela sua capacidade de produzir compostos cianogênicos e pela presença de saponinas e de compostos polares em frutos verdes, podendo causar intoxicação em animais domésticos e em seres humanos. O presente trabalho teve como objetivos a verificação da presença de cianeto em  frutos verdes de M. azedarach var. azedarach, espécie adaptada à região central do estado do Rio Grande do Sul, e a avaliação toxico-lógica, em ratos, de extratos aquosos dessas estruturas vegetais. Os frutos foram colhidos em março de 2005, em área da Universidade Federal de Santa Maria. A presença de cianeto foi avaliada através de medidas voltamétricas e a toxicidade foi analisada através de avaliação da mortalidade, de alterações comportamentais e das funções hepática e renal em ratos Wistar. Os extratos foram administrados através das vias oral e intraperitoneal, nas doses de 2,5,  5,0 e 10% (p/v, 1mL/kg). Pôde-se concluir que frutos verdes de cinamomo não apresentam cianeto em sua composição e extratos aquosos, nas doses analisadas,  não causam sintomas de toxicidade em ratos.


Palavras-chave


Toxicidade; Inseticidas botânicos; Meliaceae

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n3p143

Direitos autorais 2008 Rita de Cássia A. S. Seffrin, Ervandil Corrêa Costa, Lysandro Borges, Vanessa Corralo Borges, Paulo Cícero do Nascimento, Sônia Thereza Bastos Dequech, Carla Daniele Sausen

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.