A pesca comercial das sardinhas (Triportheus spp.) desembarcadas no mercado pesqueiro de Porto Velho, Rondônia (1990-2004): Produção pesqueira e perfil geral

Autores

  • Carolina Rodrigues da Costa Doria Universidade Federal de Rondônia (UNIR)
  • Luiz Jardim de Queiroz Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n3p99

Palavras-chave:

Pesca, Esforço pesqueiro, Rio Madeira, Amazônia

Resumo

O perfil da pesca das sardinhas, gênero Triportheus, desembarcadas  no mercado pesqueiro do flutuante. Cai N’água no município de Porto Velho (RO) entre 1990 e 2004, é analisado verificando variações inter e intra-anuais na produção e nos comprimentos, bem como características gerais da pesca. A produção anual variou de 15.372 a 78.340kg (média = 33.482kg), totalizando 5,46% da produção total no período estudado. Essas variações podem estar relacionadas às mudanças no esforço pesqueiro, como reflexo da busca por alternativas de pescado, ou ainda ao nível hidrológico, já que produções  anuais mais altas foram precedidas pelos anos com períodos de cheias mais intensas. A produção mensal variou de 0 a 21.456kg (média = 2.876kg). Maiores valores da produção mensal foram obtidos em períodos de menor nível hidrológico (seca) [r(Pearson) = – 0,53;p<0,0001]. As capturas médias por pescador/dia  entre 2003 e 2004 foram de 9,27kg. Rios foram os principais ambientes de captura, principalmente os rios Jamari, Machado e Novo Aripuanã, afluentes do rio Madeira. Os comprimentos variaram de 70 a 380mm e apresentaram padrão bimodal, sugerindo a presença de mais de uma espécie nas capturas.

Biografia do Autor

Carolina Rodrigues da Costa Doria, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Londrina (1991), mestrado em Ecologia de Ambientes Aquáticos Continentais pela Universidade Estadual de Maringá (1994) e doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido pela Universidade Federal do Pará (2004). Atualmente é Adjunto IV da Universidade Federal de Rondônia. Tem experiência na área de Biologia Pesqueria e ictiofauna.Certificado pelo autor em 11/09/11

Luiz Jardim de Queiroz, Universidade Federal de Rondônia (UNIR)

Departamento de Biologia, Laboratório de Ictiologia e Pesca. Universidade Federal de Rondônia (UNIR), BR 364, km 9,5, sentido Rio Branco, Porto Velho. CEP 78900-000, Porto Velho – RO, Brasil.

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigos