Digestibilidade de dietas contendo antibiótico, probiótico e prebiótico para coelhos em crescimento

Autores

  • Joseli Alves Ferreira Zanato PPG em Zootecnia, FCAV/UNESP
  • Jeffrey Frederico Lui Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Maria Cristina Oliveira Universidade de Rio Verde, Fazenda Fontes do Saber
  • Aderbal Cavalcante Neto Universidade Federal da Paraíba
  • Otto Mack Junqueira Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas
  • Euclides Braga Malheiros Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Claúdio Scapinello Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p131

Palavras-chave:

Aditivos, Bacillus subtillis, Mananoligossacarídeo, Nutrição animal

Resumo

Objetivou-se avaliar a utilização de antibiótico, probiótico e prebiótico sobre a digestibilidade de nutrientes de dietas para coelhos em crescimento. Utilizaram-se 20 coelhos, com 50 dias de idade. O delineamento foi o inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos (T) utilizados foram os seguintes: T1 = ração controle negativo (sem aditivo promotor de crescimento); T2 = ração com antibiótico, controle positivo (0,05% de bacitracina de zinco); T3 = ração com probiótico (0,15% de Bacillus subtillis na concentração de 109 UFC/g); T4 = ração com prebiótico (0,15% de mananoligossacarídeo fosforilado a 30%); e T5 = ração com simbiótico (probiótico + prebiótico). O período experimental teve duração de 12 dias, sendo sete de adaptação às dietas experimentais e às gaiolas e cinco dias de coleta. Foram calculados os coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca, matéria orgânica, proteína bruta, fibra em detergente neutro, fibra em detergente ácido, matéria mineral e extrato etéreo. Só foi observada influência signifi cativa do tratamento sobre os coeficientes de fibra em detergente ácido e da matéria seca, nos quais o prebiótico apresentou maiores valores. Conclui-se que a adição de probiótico e simbiótico à ração resultou em coefi cientes de digestibilidade dos coelhos semelhantes aos que receberam as dietas com antibióticos e sem nenhum aditivo. Melhores resultados de digestibilidade foram obtidos com a utilização do prebiótico.

Biografia do Autor

Joseli Alves Ferreira Zanato, PPG em Zootecnia, FCAV/UNESP

PPG em Zootecnia, FCAV/UNESP Via de Acesso Prof. Paulo Donato Catellane, s/n, CEP 14884-900, Jaboticabal-SP, Brasil

Jeffrey Frederico Lui, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1976), mestrado em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1980) e doutorado em Ciências Biológicas (Genética) pela Universidade de São Paulo (1988). Atualmente é professor doutor junto ao Departamento de Zootecnia da FCAV de Jaboticabal da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Genética animal, com ênfase em Citogenética Animal e genética de mamíferos, atuando principalmente nos seguintes temas: citogenética animal e genética de javali (Sus scrofa scrofa). Ministra disciplinas de graduação para os cursos de Medicina Veterinária (Genética Animal) e de Zootecnia (Cunicultura e Genética Zootécnica) e de pós-graduação para os programas de Zootecnia (Mecanismos de Herança) e Genética e Melhoramento Animal (Melhoramento de Suídeos e Citogenética Aplicada a Animais de Produção). É membro e presidente do Conselho de Ética no Uso de Animais CEUA na FCAV-UNESP. Coordena, como voluntário, o programa social em parceria com a Prefeitura de Jaboticabal "Controle populacional de caninos e felinos no Município de Jaboticabal SP) e é presidente e fundador da APA - Associação Protetora dos Animais de Jaboticabal SP desde agosto de 2001 e fundador do Centro de Esterilização de Caninos e Felinos (ceapa) na Unesp de Jaboticabal.Certificado pelo autor em 14/07/11

Maria Cristina Oliveira, Universidade de Rio Verde, Fazenda Fontes do Saber

Universidade de Rio Verde, Fazenda Fontes do Saber
Campus Universitário, s/n, CEP 75901-910, Rio Verde-GO, Brasil

Aderbal Cavalcante Neto, Universidade Federal da Paraíba

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal da Paraíba (2003) e mestrado em Genética e Melhoramento Animal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). Foi Bolsista do CNPq durante três anos e, a cada ano, desenvolveu um projeto de pesquisa acompanhado pela Profa. Dra. Ludmila Gomes da Silva (UFPB). Recebeu o CERTIFICADO DE HONRA AO MÉRITO , em homenagem à sua classificação em primeiro lugar entre os graduados no curso de Zootecnia - UFPB, na turma 2003.1. O seu projeto de doutorado visa à conservação das raças de suínos naturalizados, sendo importante salientar que as raças suínas naturalizadas brasileiras são oriundas de Portugal e, em menor proporção, da Espanha.Certificado pelo autor em 06/04/09

Otto Mack Junqueira, Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas

Possui graduação em Medicina Veterinária pela Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas (1973), mestrado em Zootecnia Concentração em Nutrição Animal pela Universidade Federal de Viçosa (1976) e doutorado em Animal Science - University of Florida (1982). Atualmente é prof. Titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Exigências Nutricionais dos Animais, atuando principalmente nos seguintes temas: nutrição e alimentação de frangos de corte, poedeiras comerciais e suínos; determinação das exigências nutricionais e utilização de aminoácidos digestíveis, proteína ideal e aditivos para monogástricos. Foi Membro do Comitte de Assessoramento do CNPq. É membro da Diretoria do Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA) e do Conselho do Programa de Pós Graduação em Zootecnia da FCAV/UNESP de Jaboticabal. É Assessor Científico da FAPESP desde 1997 e Pesquisador do CNPq Nível 1B.Certificado pelo autor em 21/06/11

Euclides Braga Malheiros, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Licenciado em Matemática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1973), mestrado em Ciências da Computação e Estatística (São Carlos) pela Universidade de São Paulo (1977) e doutorado em Agronomia (Estatística e Experimentação Agronômica) pela Universidade de São Paulo (1983). É professor titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, onde trabalha desde 1974. Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Estatística Aplicada à Agropecuária.Certificado pelo autor em 29/08/11

Claúdio Scapinello, Universidade Federal de Santa Maria

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Santa Maria (1978), Mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Lavras (1984) e Doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1992). Também realizou estágio em nível de Pós-Doutorado na Station de la Recherche Cunicole do INRA (Institute National de la Recherche Agronomique) - Toulouse- França no período de Outubro/ 1998 a Dezembro/1999. É professor da área de não ruminantes da Universidade Estadual de Maringá desde Fevereiro de 1979. É professor titular da Universidade Estadual de MAringá desde o ano de 2002. Atua na área de Avaliação de Alimentos para Animais e exigências nutricionais, principalmente na área de cunicultura. O grupo de pesquisa da qual coordena desenvolve pesquisas também com aves e suínos.Certificado pelo autor em 03/08/11

Downloads

Publicado

2008-01-01

Edição

Seção

Artigos