Parasitas intestinais em crianças de escola municipal de Florianópolis, SC – Educação ambiental e em saúde

Jaques Muriel Oliveira Kunz, Abel Silva Vieira, Theopi Varvakis, Guilherme Araújo Gomes, Ana Letícia Rossetto, Orlando José Bernardini, Marilia Sirianni dos Santos Almeida, Maria Márcia Imenes Ishida

Resumo


As parasitoses intestinais constituem sério problema de saúde pública no Brasil, apresentando maior prevalência em populações de nível sócio-econômico mais baixo e com condições precárias de saneamento básico. O objetivo do trabalho foi avaliar a prevalência de enteroparasitoses em crianças que freqüentam a Escola de Educação Básica Intendente Aricomedes da Silva, da rede municipal de ensino, situada no bairro Cachoeira do Bom Jesus em Florianópolis (SC), e desenvolver atividades com as crianças e comunidade visando à prevenção de parasitoses. Durante os meses de junho a dezembro de 2006 foram analisadas amostras fecais de 101 escolares e 5 adultos, das quais 35,8% (38) estavam parasitadas. Os protozoários mais freqüentes foram Entamoeba coli (20,7%) e Endolimax nana (12,3%) que, embora não patogênicos, indicam contaminação por via fecal-oral. Entre os helmintos, o Ascaris lumbricoides teve maior prevalência (5,7%). Os indivíduos positivos foram encaminhados ao Posto de Saúde onde receberam tratamento adequado. Realizou-se aula teórica e saída de campo com as crianças, e palestra com a comunidade escolar e pais dos alunos, visando à educação em saúde e meio ambiente.


Palavras-chave


Enteroparasitoses; Saneamento básico; Escolares; Florianópolis

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p157

Direitos autorais 2008 Jaques Muriel Oliveira Kunz, Abel Silva Vieira, Theopi Varvakis, Guilherme Araújo Gomes, Ana Letícia Rossetto, Orlando José Bernardini, Marilia Sirianni dos Santos Almeida, Maria Márcia Imenes Ishida

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.