Transparência da água em viveiros de Macrobrachium amazonicum sob diferentes níveis de arraçoamento e despescas seletivas

Erlei Cassiano Keppeler

Resumo


Nos sistemas em aqüicultura a transparência é afetada pela água de abastecimento, ração e fertilização. Para verificar tal hipótese, foram estudados viveiros de cultivo de Macrobrachium amazonicum, no período de 19 de dezembro de 2003 a 12 de maio de 2004, por um período de aproximadamente 120 dias. O experimento foi conduzido em doze viveiros de fundo natural, com 0,01ha e profundidade média de 1m. Os animais foram alimentados com ração extrusada na proporção de 6 a 9% da biomassa até a 14ª semana e, em seguida, os camarões contidos em cada três viveiros foram arraçoados com 3, 5 e 7% da biomassa total. Outros três viveiros foram submetidos à despesca mista. A quantidade de luz penetrante foi calculada pela equação de Lambert’s Law. Na análise de dados utilizou-se o teste de Kruskall-Wallis, complementado com LSD, observando-se diferença significativa entre os tratamentos 3 e 5% (p < 0,05). Para a despesca seletiva, utilizando o teste de Mann-Whitney, não se observou diferença estatística entre os tratamentos. O percentual de absorção da luz foi geralmente maior que 90%. Quanto aos estratos, considerados como superfície e fundo para temperatura, pH e oxigênio dissolvido, não foram observadas diferenças estatísticas significativas nestes estratos entre as duas zonas (p > 0,05).


Palavras-chave


Absorção da luz; Produtividade; Viveiros de Macrobrachium amazonicum

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p55

Direitos autorais 2008 Erlei Cassiano Keppeler

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.