Correlações limnológicas em viveiros de cultivo do camarão-da-amazônia Macrobrachium amazonicum

Erlei Cassiano Keppeler

Resumo


A qualidade da água dos viveiros é fundamental para o sucesso da aqüicultura. Entre as variáveis as maisimportantes estão o oxigênio dissolvido e o nitrogênio amoniacal. Neste trabalho, foi realizado um estudo limnológico de viveiros de cultivo de Macrobrachium amazonicum.. Doze viveiros com cerca de 0,01ha foram povoados com 20 juvenis de M. amazonicum.m-2. Os animais foram alimentados com ração extrusada na proporção de 6 a 9% da biomassa até a 14a semana. Depois de 145 dias de estocagem dos camarões, todos os viveiros foram drenados e despescados. Semanalmente, foram determinadas as seguintes variáveis da água: temperatura, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio, pH, alcalinidade total, condutividade elétrica, nitrato, nitrito, nitrogênio amoniacal, nitrogênio total, ortofosfato solúvel, fósforo total, clorofila a, clorofila b, clorofila c, feofitina, turbidez e sólidos totais suspensos. Este trabalho analisou, em viveiros de Macrobrachium amazonicum, a correlação entre diversas variáveis limnológicas. Semanalmente, os dados foram obtidos de doze viveiros com cerca de 0,01ha e profundidade de 1,0m, povoados com 20 juvenis de M. amazonicum.m-2, alimentados com ração extrusada, na taxa de 6 a 9% da biomassa até a 14a semana. Depois de 145 dias de cultivo, os viveiros foram drenados e despescados. A ração diária teve pouco efeito sobre a qualidade da água dos viveiros do que da água de renovação. Das variáveis limnológicas analisadas, as que apresentaram as maiores correlações signifi cativas foram entre o oxigênio dissolvido e nitrogênio amoniacal e entre o nitrito e a turbidez.


Palavras-chave


Macrobrachium amazonicum; Variáveis limnológicas; Correlações

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p65

Direitos autorais 2008 Erlei Cassiano Keppeler

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.