Formigas de solo e de bromélias em uma área de Mata Atlântica, Ilha de Santa Catarina, sul do Brasil: Levantamento de espécies e novos registros

Félix Baumgarten Rosumek, Mônica Antunes Ulyssé, Benedito Cortês Lopes, Josefina Steiner, Anne Zillikens

Resumo


A mirmecofauna em uma área de Mata Atlântica da Ilha de Santa Catarina foi inventariada utilizando métodos diversos para formigas de solo e de bromélias. Foram feitas amostragens mensais entre março de 2002 e agosto de 2004, utilizando o extrator de Winkler, armadilhas de interceptação e queda, além de coleta de bromélias. Foram encontradas 124 espécies, divididas em nove subfamílias e 33 gêneros. Os gêneros com maior riqueza foram Pheidole, Solenopsis, Crematogaster, Acromyrmex e Camponotus. Encontrou-se mais espécies no solo que nas bromélias, com 8% do total ocorrendo nos dois hábitats. Foram obtidos 11 registros novos para o estado de Santa Catarina e 20 para a região da Grande Florianópolis. Tais resultados estão relacionados com o uso de metodologias novas para a região, e mostram que a fauna de formigas desta ainda precisa ser mais bem estudada.


Palavras-chave


Formicidae; Mata Atlântica; Formigas de solo; Formigas de vegetação; Bromélias

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p81

Direitos autorais 2008 Félix Baumgarten Rosumek, Mônica Antunes Ulyssé, Benedito Cortês Lopes, Josefina Steiner, Anne Zillikens

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.