Efeito da suplementação alimentar sobre as características produtivas e reprodutivas de Apis mellifera Linnaeus, 1758

Tânia Patrícia Schafaschek, Marília Terezinha Sangoi Padilha, Ione Iolanda dos Santos, José Carlos Fiad Padilha, Fabio Eduardo Braga

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho de colméias de Apis mellifera submetidas ou não a suplementação energético-protéica, entre maio e dezembro de 2003, num apiário em Ituporanga/SC. As colméias foram distribuídas aleatoriamente, sendo que cinco foram suplementadas com xarope de açúcar invertido e um componente protéico-vitamínico (Promotor L) e as outras cinco colméias não receberam suplementação. Avaliou-se a área com ovos e larvas, a área com pupa, a área com pólen e a área com mel. Observaram-se diferenças significativas entre os tratamentos para todos os parâmetros analisados. Os maiores valores para as áreas de ovo e larva e de pupa das colméias suplementadas foram obtidos no período de maior disponibilidade de alimentos na natureza. A área de pólen das colméias não suplementadas apresentou-se maior a partir de junho, sendo que as suplementadas apresentaram maior armazenamento de pólen apenas na época em que a disponibilidade deste na natureza era menor e as condições climáticas menos propícias para a coleta e desenvolvimento das colméias. No final do período, as colméias com alimentação suplementar apresentaram maior área de mel. A suplementação energético-protéica interferiu no armazenamento de alimento pelas abelhas, mas não proporcionou a antecipação do desenvolvimento das colméias.


Palavras-chave


Apicultura; Pólen; Promotor L; Manejo de colméias; Abelhas

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2008v21n4p99

Direitos autorais 2008 Tânia Patrícia Schafaschek, Marília Terezinha Sangoi Padilha, Ione Iolanda dos Santos, José Carlos Fiad Padilha, Fabio Eduardo Braga

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.