Vertebrados atropelados na Rodovia Estadual 383 em Rondônia, Brasil

Luiz Carlos Batista Turci, Paulo Sérgio Bernarde

Resumo


Atropelamento é uma importante causa de mortalidade para várias espécies de animais silvestres em todo o mundo. No Brasil são poucos os estudos sobre esse tema. Dados sobre atropelamentos na Amazônia são escassos quando comparados com as regiões sul e central. Esse estudo apresenta dados sobre vertebrados atropelados na Rodovia Estadual 383 em Rondônia. Entre maio de 2004 a abril de 2005 foram realizadas 30 amostragens no trecho de 110km da RO 383 entre os municípios de Cacoal e Alta Floresta D’Oeste. Foram registrados 259 espécimes pertencentes a 34 espécies de vertebrados. Anfíbios foi o grupo mais amostrado com 68 indivíduos (2 spp.), seguido de aves com 67 indivíduos (12 spp.), répteis com 63 indivíduos (13 spp.) e mamíferos com 61 indivíduos (7 ssp.). Oito espécies (Leptodactylus gr. pentadactylus, Rhinella sp, Amphisbaena sp., Liophis reginae, Crotophaga ani, Didelphis marsupialis, Euphractus sexcinctus e Cerdocyon thous) foram mais atropeladas e corresponderam a 76% dos vertebrados atropelados nesse estudo. Um maior número de espécimes atropelados foi observado no período da seca.


Palavras-chave


Atropelamento; Anfíbios; Répteis; Aves; Mamíferos

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n1p121

Direitos autorais 2011 Luiz Carlos Batista Turci, Paulo Sérgio Bernarde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.