Diel vertical migration and distribution of zooplankton in a tropical Brazilian reservoirlian

Autores

  • Ana M. A. da Silva Universidade Estadual da Paraíba
  • Paulo Roberto de Medeiros Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I
  • Maria C. B. C. da Silva Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I
  • José E. L. Barbosa Universidade Estadual da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n1p49

Palavras-chave:

açude, Cladocera, Copepoda, Rotifera, Migração diária, Semi-árido

Resumo

Migração vertical e distribuição do zooplâncton em um açude tropical brasileiro. A migração vertical diária do zooplâncton é uma estratégia geralmente utilizada para reduzir o risco de predação, mas que pode também se associar às mudanças de dia/noite do ambiente, principalmente luz e temperatura. O objetivo desse trabalho foi identificar padrões diários de migração vertical das populações zooplanctônicas e suas relações com as variáveis ambientais em um açude raso localizado no nordeste do Brasil. As amostras de água foram amostradas em quatro profundidades (Sub-superfície, 50% Io, 1% Io e Fundo) em uma estação de amostragem com cinco metros de profundidade, em intervalos de quatro horas, ao longo de 24 horas. Duas espécies de Cladocera (Moina minuta e Diaphanosoma spinulosum) e uma espécie de Copepoda (Notodiaptomus cearensis) apresentaram padrões relativamente semelhantes de migração noturna, permanecendo no fundo durante o dia e se deslocando próximo à superfície no fim da tarde e ao longo da noite. Brachionus falcatus e Hexarthra mira (Rotifera) não apresentaram padrões migratórios e as suas distribuições verticais foram relativamente homogêneas. As variáveis ambientais e as distribuições das espécies correlacionaram-se fracamente, sugerindo que outros mecanismos podem ser responsáveis por induzir a migração vertical.

Biografia do Autor

Ana M. A. da Silva, Universidade Estadual da Paraíba

Departamento de Biologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde
Universidade Estadual da Paraíba
Av. das Baraúnas 351, CEP 58100-001, Campina Grande – PB, Brazil

Paulo Roberto de Medeiros, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I

Departamento de Sistemática e Ecologia, Centro de Ciências Exatas e da Natureza Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I CEP 58059-900, João Pessoa – PB, Brazil

Maria C. B. C. da Silva, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I

Departamento de Sistemática e Ecologia, Centro de Ciências Exatas e da Natureza Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Campus I CEP 58059-900, João Pessoa – PB, Brazil

José E. L. Barbosa, Universidade Estadual da Paraíba

Departamento de Biologia, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Universidade Estadual da Paraíba Av. das Baraúnas 351, CEP 58100-001, Campina Grande – PB, Brazil

Downloads

Publicado

2009-08-31

Edição

Seção

Artigos