Morfologia das brânquias de Steindachnerina brevipinna (Eigenmann & Eigenmann, 1889) (Characiformes, Curimatidae)

Fernanda Blauth de Lima, Maria del Carmen Braccini, Alcira Ofélia Díaz, Clóvis Pinheiro Junior, Antônio Carlos Galarça Guimarães

Resumo


O Birú, Steindachnerina brevipinna, é um peixe de hábito detritívoro. O presente estudo descreve a morfologia respiratória, contribuindo na determinação do hábito alimentar da espécie. O material foi processado de acordo com a metodologia de inclusão em parafina, corados com Hematoxilina & Eosina, Tricrômico de Goldner e P.A.S. As brânquias apresentam arcos com rastros pequenos e numerosos, destacando-se os filamentos curtos e próximos entre si, quando comparados a outras espécies. Evidenciam-se corpúsculos gustativos, células mucosas, pavimentosas, clorídricas, entre outras. Nas lamelas, o epitélio é estratificado, com células pilares e mucosas. As características estruturais observadas nas brânquias de S. brevipinna refletem o estreito comprometimento com o hábito alimentar somado à intensa agilidade desta espécie.


Palavras-chave


Brânquias; Morfologia; Histologia; Peixe dulciaqüícola; Steindachnerina brevipinna

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n1p87

Direitos autorais 2011 Fernanda Blauth de Lima, Maria del Carmen Braccini, Alcira Ofélia Díaz, Clóvis Pinheiro Junior, Antônio Carlos Galarça Guimarães

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.