Educação Ambiental e os termos meio ambiente e impacto ambiental na visão de alunos do ensino superior da região da grande Florianópolis – SC

Paola May Rebollar

Resumo


As preocupações ambientais no Brasil no século XX se intensificaram com a percepção dos impactos que as atividades humanas geram à biodiversidade. Para que seja possível desenvolver ações visando evitar impactos toda a sociedade deve compreender a problemática ambiental. Projetos de educação ambiental auxiliam neste esclarecimento. Quando implantados em cursos superiores apresentam grande potencial, já que os estudantes podem multiplicar conhecimentos ambientais em seus locais de trabalho. Diante disso, esta pesquisa buscou: a) registrar as práticas ambientais vivenciadas por alunos durante sua formação profissional e b) investigar a visão destes alunos sobre os termos meio ambiente e impacto ambiental. Foram empregadas entrevistas semiestruturadas com 102 alunos de duas universidades da região da Grande Florianópolis. A análise dos dados considerou a freqüência das respostas obtidas. Os resultados apontaram para a inexistência de programas estruturados de educação ambiental apesar de existirem atividades relacionadas à questão ambiental. Os conceitos elaborados pelos alunos apresentaram predominância da perspectiva antropocêntrica, onde a natureza é vista como fornecedora de bens. Este levantamento apontou que os programas de educação ambiental oferecidos a alunos de ensino superior precisam de reflexões teóricas que permitam distinguir com clareza as perspectivas sobre as quais são construídos os conceitos relacionados a problemática ambiental.


Palavras-chave


Educação ambiental; Meio ambiente; Impacto ambiental

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7925.2009v22n2p173

Direitos autorais 2011 Paola May Rebollar

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Biotemas. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, eISSN 2175-7925

Licença Creative Commons
Este periódico está licenciado conforme Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.